Maio: a prisão do prefeito de Rio Pardo e o uso de máscaras


Por: Portal Arauto
Publicado 29/12/2020 12:00
Atualizado 29/12/2020 12:42

Geral   RETROSPECTIVA

O mês que registrou a primeira morte por coronavírus em Santa Cruz do Sul também foi marcado pelo início da obrigatoriedade do uso de máscaras, acessório que se tornou objeto indispensável no enfrentamento à pandemia. Porém, algumas iniciativas alternativas começaram a surgir, sem a possibilidade de aglomerações, ideias criativas emocionaram futuras mamães, nas demonstrações que ficaram conhecidas como ‘charreatas’. O mês também registrou o primeiro caso positivo de coronavírus em Vera Cruz.  Além disso, os donos de restaurantes de Santa Cruz cobraram explicações do Executivo quanto à reabertura dos estabelecimentos.

Enquanto o Vale do Rio Pardo oscilava entre as bandeiras laranja e amarela, em Venâncio Aires ocorria o anúncio do fim das operações de venda de passagens pela empresa concessionária da estação rodoviária. Já em Rio Pardo, o então prefeito Rafael Barros (PSDB) era preso temporariamente durante a Operação Camilo, da Polícia Federal, que apurava crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção passiva, organização criminosa, ocultação de bens, crime de responsabilidade e desobediência.

Confira as matérias mais lidas no Portal Arauto em maio:

  1. Governo do Estado veta retorno das aulas presenciais em junho
  2. Identificadas as três vítimas que morreram em grave acidente na RSC-287 em Venâncio Aires
  3. Identificado jovem morto em acidente no Centro
  4. Prefeito de Rio Pardo é preso em operação que investiga fraude na saúde
  5. BM encontra família em situação de escravidão em Venâncio Aires

Foto: Arquivo/Portal Arauto
Confira o que foi notícia no quinto mês de 2020
Confira o que foi notícia no quinto mês de 2020