"Quem participar de estelionatos, mais cedo ou mais tarde será responsabilizado", alerta delegado


Por: Portal Arauto
Publicado 11/11/2021 19:00

Polícia   CUIDADO

Não é preciso aplicar ou organizar um estelionato para ser responsabilizado criminalmente. Este é o alerta do delegado Alessander Zucuni Garcia, titular da 2ª DP de Santa Cruz do Sul, responsável pela investigação que prendeu cinco companheiras de detentos que auxiliavam em golpes. 

As mulheres foram presas nesta quinta-feira (11) durante cumprimento de mandados em Porto Alegre, Novo Hamburgo, Teutônia e Lajeado. De fora da prisão, elas auxiliavam seis homens que estão detidos na Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva). Juntos, a quadrilha realizava diferentes tipos de golpes, fraudes eletrônicas e roubos durante falsas negociações, como a que aconteceu em julho deste ano em Santa Cruz do Sul, quando as vítimas foram obrigadas a transferir dinheiro durante um encontro com o propósito de compra de implemento agrícola.

Segundo o delegado, as pessoas precisam entender o risco de se envolver com os criminosos. "Com esta operação, estamos dizendo para a sociedade que estamos trabalhando, mas acima disso estamos falando para as pessoas que elas devem perceber que o envolvimento nas ações dão efeitos como a prisão. Os presidiários cansaram de dizer para as companheiras que isso não daria nada, que o máximo que iria acontecer era as contas serem bloqueadas. Está aí a prova de que quem participar disso, mais cedo ou mais tarde, será responsabilizado com prisão", diz. 

De acordo com o Código Penal, o crime de Associação Criminosa, previsto no artigo 288, prevê pena de reclusão de um a três anos. Além disso, as mulheres presas nesta quinta-feira terão suas condutas individuais analisadas, a fim de identificar se devem responder por outros delitos. No caso do estelionato pontuado no artigo 171 do Código Penal, por exemplo, a pena de reclusão é de um a cinco anos e multa. Além disso, em caso de fraude eletrônica, a pena aumenta de quatro a oito anos e multa, por ser cometida com a utilização de informações que induzam ao erro por meio de redes sociais.  

Leia mais: Cinco mulheres são presas em operação da Polícia Civil de Santa Cruz


Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto
Mulheres foram presas no Vale do Taquari e na região Metropolitana
Mulheres foram presas no Vale do Taquari e na região Metropolitana

Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto
Delegado Alessander Zucuni Garcia, titular da 2ª DP de Santa Cruz do Sul
Delegado Alessander Zucuni Garcia, titular da 2ª DP de Santa Cruz do Sul