Arauto Saúde: quando é o momento certo de os homens procurarem um especialista?


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 09/04/2022 07:59

Arauto Saúde   PARA ELES

A atenção à saúde do homem vai muito além da idade avançada, pois ao decorrer de sua vida o indivíduo enfrenta diferentes fases, questionamentos e problemas que podem ser tratados ou receber a devida orientação médica, promovendo a qualidade de vida. 

O urologista Dr. Eduardo Bauer Gröhs, convidado do Arauto Saúde desta semana, alerta que na maioria das vezes os homens procuram atendimento médico para abordar questões como o câncer de próstata, que acomete principalmente aqueles a partir dos 65 anos e que, dessa forma, os mais jovens evitam os consultórios. “O campo da saúde do homem é mais amplo e envolve todas as idades. Há os meninos que têm dúvidas sobre a puberdade e o início da vida sexual, há o jovem e o adulto já com sua vida sexual ativa e assim vão surgindo outros questionamentos e problemas de saúde ao longo da vida. Mas para sanar essas dúvidas e dispor do tratamento correto, faz-se necessário o acompanhamento médico”, enfatiza. 

Segundo Gröhs, ainda que existam inúmeras informações sobre a saúde do homem nas mídias sociais, por outro lado, as notícias falsas ou os conteúdos que preconizam o tamanho do órgão sexual masculino também estão à disposição, podendo causar não só desinformação, mas também constrangimentos e desencadear problemas psicológicos e de baixa autoestima. “A procura pelos esclarecimentos médicos vem aumentando, mas também têm crescido os problemas psicológicos, vinculados à essa necessidade de autoafirmação, comparação com os demais”, reforça. 

Outro vilão, frisa ele, podem ser os medicamentos que auxiliam na ereção, em grande parte consumidos sem necessidade. “Têm homens que começam usando esses medicamentos sem precisar e depois não conseguem mais ter uma boa relação sexual sem eles. Aí cabe o médico indicar o medicamento correto, levando em conta também seus efeitos colaterais”, esclarece. 
Além disso, o urologista enfatiza a atenção à saúde masculina levando em conta diagnósticos precoces, a exemplo do câncer de testículo, mais comum em homens até os 35 anos e que é curável. “É um tipo de câncer que não cursa com dor, normalmente é percebido a partir de um nódulo, que pode ser detectado com apalpação. Se detectado mais cedo, maiores serão as chances de se ter bons resultados no tratamento”, arremata Gröhs. 


Foto: Getty Images
Cuidados com a saúde devem ser prioridades dos homens para a prevenção de doenças
Cuidados com a saúde devem ser prioridades dos homens para a prevenção de doenças