CDL Santa Cruz emite recomendação aos lojistas reforçando cuidados contra a Covid-19


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 12/01/2022 13:44
Atualizado 12/01/2022 13:45

Covid-19   PREOCUPAÇÃO

As festas de Natal e Ano Novo fizeram aumentar o número de casos de Covid-19 em Santa Cruz do Sul, em especial, em função da variante Omicron. Diante disso, a CDL Santa Cruz está emitindo uma carta de recomendações aos empresários lojistas, a fim de que reforcem as medidas de proteção.

O objetivo, segundo o presidente da CDL Santa Cruz, Ricardo Fernando Bartz, é de alertar os lojistas para reforçar os cuidados com a prevenção à Covid-19. “Estamos fazendo um apelo aos  empresários para que reforcem os cuidados para evitar que mais pessoas se infectem e que a situação volte a se agravar”, citou.

Ricardo destaca que nos últimos dias os casos positivos vêm aumentando na cidade e é preciso atenção para que a situação não se agrave. “Entendemos que não houveram os devidos cuidados nas festividades de Natal e Ano Novo, o que reflete diretamente no número de casos neste instante. Assim, precisamos redobrar os cuidados para que o comércio não volte a sofrer as graves conseqüências dos dois anos anteriores”, observa a recomendação que foi encaminhada aos seus associados.

Mesmo com a variante Omicron ser menos letal, ela se propaga numa rapidez maior, o que faz com que mais gente fique infectada em menos tempo. “Assim, reiteramos os cuidados nos estabelecimentos comerciais a fim de que possamos superar mais esta fase da Covid-19”, recomenda a CDL.

Medidas que a CDL pedem para serem reforçadas: disponibilização de álcool em gel para higienização das mãos; exigência do uso de máscara no interior dos estabelecimentos; evitar grande número de pessoas dentro dos estabelecimentos e aglomerações; manter o distanciamento; ventilação dos ambientes.


Foto: Divulgação
Aumento do número de casos positivos após as festas de Natal e final de ano faz com que alerta fosse emitido
Aumento do número de casos positivos após as festas de Natal e final de ano faz com que alerta fosse emitido