Saiba o que disse em depoimento o autor confesso de homicídio em Venâncio Aires


Por: Portal Arauto
Publicado 10/01/2022 18:43
Atualizado 11/01/2022 06:50

Polícia   INVESTIGAÇÃO

O principal suspeito de matar Luiz Carlos Becker, de 55 anos, na última sexta-feira (7) em Venâncio Aires se apresentou na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) na tarde desta segunda-feira (10). O indivíduo marcou apresentação e compareceu acompanhado de dois advogados. Na oportunidade, apresentou a pistola 9mm utilizada no crime e os certificados de registro da arma e de atirador, além da Guia de Trânsito para o transporte de arma de fogo.

Conforme depoimento ao delegado Vinícius Lourenço de Assunção, o homem estava se deslocando para outro município a trabalho, quando visualizou o celular da companheira dentro do veículo. No aparelho, o acusado alega ter encontrado mensagens trocadas entre a mulher e Luiz Carlos Becker. Ao se deparar com a situação, ele decidiu retornar à própria casa para dialogar com a esposa, que negou ter qualquer tipo de relacionamento afetivo com a vítima. Neste momento, o marido relatou que gostaria de conversar com o indivíduo e pediu para que a mulher o levasse e estivesse presente na discussão. Desta forma, o casal se dirigiu até a casa de Becker e o encontraram em frente ao imóvel, pintando as grades da residência.

De acordo com o acusado, quando Luiz visualizou a presença dos dois, arremessou uma lata contra o homem. Em seguida, começou uma luta corporal e que, por conta disto, a arma do suspeito teria ficado exposta. O indivíduo tentou dar duas coronhas para cessar a agressão. Porém, sem sucesso. Ainda ele teria puxado a pistola, e a vítima teria tentado se agarrar no armamento. Momento em que, conforme relato do atirador, ocorreu, acidentalmente, uma rajada de disparos. Becker foi atingido por seis tiros, cinco nos braços, pernas e tórax, e um na cabeça.

Além disso, ao ver a vítima no chão, teria embarcado no veículo e entrado em contato com o advogado, que orientou se refugiar em um município vizinho. No local, ele permaneceu até esta segunda-feira.

Após o depoimento, o homem foi encaminhado para a Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva). Conforme o delegado, os fatos apresentados pelo acusado são contraditórios e não condizem com que o foi relatado pela testemunha ocular. Além disso, o indivíduo conta com três armas registradas tanto no Exército como na Policia Federal.

“Outro depoimento apresentado diz que o homem conheceria o local. A própria dinâmica de como ocorreu o caso não me parece crível. Armado para tentar resolver a situação. A conduta dele foi completamente imprópria. Um atirador profissional, uma pessoa que deveria de saber como se portar uma arma, ele tinha toda a condição de agir completamente diferente”, diz o delegado Vinícius Lourenço de Assunção.

 

LEIA MAIS:

Preso suspeito de matar homem a tiros em Venâncio Aires

Polícia suspeita de crime passional em caso de execução em Venâncio Aires

Homem é executado a tiros na frente de casa em Venâncio Aires


Foto: Polícia Civil
Indivíduo alega que os disparos tenham acontecido de forma acidental
Indivíduo alega que os disparos tenham acontecido de forma acidental