A história por trás da foto: bombeiros se emocionam após salvarem mãe e filho em acidente em Vera Cruz


Por: Portal Arauto
Publicado 28/12/2021 16:08
Atualizado 28/12/2021 16:27

Polícia   HERÓIS

Toda foto tem uma história. Por mais simples que muitas vezes pareçam, carregando momentos marcantes, trajetórias de vida, felicidade, tristeza, simbologia. Nesta terça-feira (28), uma em especial, denotou em apenas um clique, sem precisar de galeria, o que é, o que representa e quem são aqueles por trás de uma das profissiões mais admiráveis da nossa sociedade: o bombeiro. 

Não é de hoje que comunidades de diferentes cantos do planeta olham para esses profissionais e enxergam heróis. Hoje mesmo a corporação de Vera Cruz teve um exemplo. Ao salvar um gatinho e retirá-lo do telhado de uma residência ganharam um sorriso largo de uma criança de 5 anos. São admiráveis, colocam muitas vezes a sua vida em jogo para salvar. Salvar e proteger. Esse é o lema, e o seguem à risca.

E aí entra a história da foto. Logo após permitir que o menino que teve o gato resgatado desse uma volta no caminhão da corporação, já que aquele era o desejo dele, os bombeiros partiram para uma outra missão. Era passado de 08h45min quando receberam uma ligação informando um grave acidente na ERS-412, em Vera Cruz. Clique aqui e relembre o acidente. Chegando ao local, a cena daquela criança sorrindo na ocorrência anterior logo deu lugar a uma imagem contrária: uma criança de 7 anos pedindo ajuda presa nas ferragens de uma carreta tombada. O relato a seguir é do bombeiro civil Luís Fernando Silveira dos Santos, que trabalha na corporação de Vera Cruz e foi um dos que atuou no acidente. "Quando estávamos voltando recebemos a ligação. Fomos os primeiros a chegar e demos de cara com uma criança com a metade do corpo pra fora do para-brisa e as pernas presas, sem conseguir sair. Bateu o desespero. A gente faz a alegria de uma criança e aí vê a outra sofrendo", relembra sem conter as lágrimas ao lembrar do seu filho de 14 anos.

A comemoração pelo trabalho ter sido concluído com êxito veio após duas horas de resgate, com mãe e filho salvos. "Graças a Deus conseguimos tirar ele. Não tem como não se emocionar. Me deu um abraço quando tirei ele do para-brisa. Tenho um filho de 14, não tem como não correr uma lágrima", conta.

Quem também se emocionou foi o sargento José Rodrigues, responsável pela guarnição de Santa Cruz que auxiliou no resgate e explicou o momento em que todos se abraçaram e rezaram para agradecer o sucesso do trabalho. "A gente precisa sempre se reunir pra ver se alguém se machucou, se deu tudo certo. Comemoramos a força da equipe. Não tem como não se emocionar", explica lembrando que em breve estará deixando a corporação para ir para a reserva.

Ouça relato dos profissionais ao Grupo Arauto sobre o trabalho realizado na manhã desta terça-feira:

Sargento José Rodrigues:

Bombeiro Civil Luís Fernando Silveira dos Santos:


Foto: Rafael Cunha/Portal Arauto
Registro dos bombeiros se abraçando para comemorar o trabalho
Registro dos bombeiros se abraçando para comemorar o trabalho