"A grande preocupação foi não deixar pacientes em corredores", relembra Secretária sobre momento crítico da pandemia


Por: Portal Arauto
Publicado 30/12/2021 06:49
Atualizado 30/12/2021 06:49

Geral   SAÚDE

O ano de 2021 vem chegando ao fim e trouxe ao longo dos meses muitos desafios, principalmente na área da saúde. Pandemia, vacinação contra a Covid-19, superlotação nos hospitais e muitas mortes em função da doença marcaram o ano. 

Na avaliação da secretária de Saúde de Santa Cruz, Daniela Dumke, 2021 foi repleto de dificuldades, mas a vacinação contra a Covid-19 superou as expectativas: "O ano que passou foi uma escola não só na parte profissional, mas também pessoal. Houve muitos momentos difíceis, mas sempre existia um plano de contingência pensando na pior das hipóteses. A grande preocupação sempre foi não deixar pacientes em corredores. Graças a Deus, em Santa Cruz, a gente sempre conseguiu contar com apoio dos hospitais e manter uma linha de trabalho muito coerente".

Daniela explica que ao longo do ano foram necessárias várias adaptações, tanto de espaços, como cargas horárias. Foram dias de trabalho intenso, pouco descanso e muito serviço para garantir leitos a todos: "Foi um ano crítico, difícil, mas a gente olha pra trás e é tão bom ver que a gente conseguiu dar conta. Infelizmente vários óbitos foram registrados, mas sempre tentamos buscar o melhor para os pacientes". 

Muito planejamento, dedicação e trabalho em conjunto também tornaram-se necessários: "Ficamos várias noites sem dormir, planejando, pensando, organizando, tentando fazer uma projeção de como seria o próximo dia que era uma incógnita. A gente deitava, muitas vezes, com uma orientação, mas quando acordava de manhã já tinha mudado aquela orientação e a gente precisava se adaptar com muita agilidade".

Avaliando o ano que passou, ela acredita que as decisões tomadas na área da saúde foram corretas por serem as melhores tomadas em momentos muito específicos. "Conseguimos dar conta do serviço naquele momento. Não que a gente não pudesse readequar as situações, mas eu acho que as decisões foram corretas e, com certeza, sempre precisando de readequações, porque a gente estava aprendendo com as decisões também", complementa.  A prioridade, conforme a secretária Daniela, era sempre atender o paciente da melhor maneira possível para depois serem avaliadas questões de lojísticas e outros aspectos. 

Campanha de vacinação contra a Covid-19

Considerada um grande desafio, a vacinação contra a Covid-19, segundo Daniela, superou as expectativas. "Cada vacinação para nós foi um aprendizado diferente. Às vezes necessitavam de reajustes nos locais. Fazíamos um planejamento de acordo com a demanda que estava vindo", comenta.

Ao todo foram aplicadas mais de 220 mil vacinas contra a Covid-19 em Santa Cruz. A intenção sempre foi qualificar cada vez mais o serviço, inclusive buscando a agilidade e tentando atender a população em diversos postos de saúde do município. Embora exaustas, muitas vezes, os profissionais da saúde deram conta e trabalharam com muita agilidade na aplicação da vacina: "Olhamos para trás e ficamos felizes com essa agilidade e comprometimento que o pessoal tinha com as pessoas". Atualmente, de acordo com a secretária, o município conta com pontos mais descentralizados de vacinação e a busca não gera mais filas extensas: "Quero acreditar que a maioria da população já esteja vacinada. Temos a preocupação em relação à segunda dose e a dose reforço".

A orientação da Secretaria de Saúde é para que as pessoas busquem as doses e evitem agravos da doença, pois mesmos os vacinados podem contrair covid. Daniela ressalta que acredita que a busca ativa realizada no município tem sido muito positiva."A maioria das pessoas estão indo buscar a segunda dose não com tanta assiduidade como foi a busca da primeira, mas gradativamente elas estão indo, mas poderia, sim, ser melhor", observa. 

No momento estão sendo registradas uma média de 10 a 12 internações em hospitais do município. Apesar desse número ter reduzido, ela ressalta a importância das pessoas continuarem tendo os cuidados básicos. Além de um trabalho voltado ao coronavírus, a secretária também destacou outras ações do Município no que se refere à saúde pública como iniciativas de recolhimento de lixo, ações de combate ao aedes aegypti. A intenção é buscar, sempre, o bem-estar e o melhor atendimento possível dos pacientes nas unidades de saúde de Santa Cruz. 


Foto: Luiz Fernando Bertuol/Secom/ Divulgação
Ano foi considerado difícil, sendo a pandemia e a vacinação contra a Covid-19 os principais desafios
Ano foi considerado difícil, sendo a pandemia e a vacinação contra a Covid-19 os principais desafios