Hospital Santa Cruz conquista principal selo de qualidade concedido às casas de saúde


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 19/11/2021 14:20
Atualizado 19/11/2021 14:20

Geral   SAÚDE

O Hospital Santa Cruz (HSC) foi certificado com o Nível 1 do principal selo de qualidade nacional concedido às instituições de saúde: a Acreditação Hospitalar. Com a conquista, o HSC passou a fazer parte do seleto grupo de 6,5% dos hospitais brasileiros que são Acreditados. A visita dos avaliadores externos do Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES) ocorreu de 19 a 21 de outubro e o resultado foi homologado na terça-feira, dia 16 de novembro, pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

A ONA é uma entidade não-governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil, com foco na segurança do paciente. Com a Acreditação, a instituição de saúde atinge o mais alto patamar de credibilidade para um hospital, garantindo uma gestão eficiente de recursos e harmonia na integração entre todos os setores e profissionais, por meio da adoção de protocolos reconhecidos, processos bem definidos e funções específicas, gerando um quadro de padronização que advém à referida qualidade assistencial.

Para isso, o HSC vem promovendo desde 2018 uma série de ações com o objetivo de aprimorar ainda mais os recursos humanos existentes, uniformizar os processos e qualificar as estratégias de gestão. O diretor geral do HSC, Vilmar Thomé, agradeceu a todos os funcionários, corpo clínico e demais parceiros de serviços pela conquista e destacou que os aspectos positivos apontados pelos avaliadores são consequência de um trabalho de 18 anos da Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul (Apesc) a frente do hospital, somados ao trabalho desenvolvido anteriormente pelas irmãs franciscanas.

“A Acreditação é resultado da aplicação dos princípios norteadores da gestão do Hospital Santa Cruz, decorrente de uma visão estratégica de gestão pela qualidade, pela melhoria contínua”, definiu o diretor geral. “É um processo que não tem fim. Se está bom, pode ficar ainda melhor. E o que não está bom, evidentemente, consideramos como oportunidade de melhoria”, acrescentou.

A presidente da Apesc e reitora da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Carmen Lucia de Lima Helfer, parabenizou o HSC pela conquista da Acreditação Hospitalar Nível 1. “Esse resultado representa o esforço dos recursos humanos envolvidos na busca contínua da qualidade das atividades realizadas no hospital. Ao mesmo tempo reflete o compromisso da Apesc – Saúde/Educação ao longo dos 18 anos de atuação junto ao HSC”, destacou. “Com certeza os mais de mil requisitos verificados para esta homologação evidenciam a capacidade e a excelência do trabalho já realizado, impulsionando e motivando para novos desafios e melhorias na oferta de serviços, visando sempre oferecer o melhor à população”, completou a reitora.

Para ser acreditada, a instituição deve atender a um rigoroso conjunto de normas e legislações do setor de saúde que, no final, pode atingir três níveis possíveis de acreditação, que dependem do grau de maturidade da cultura de segurança do paciente em que se encontram. Para obter o Nível 1 (Acreditado), o HSC cumpriu aos critérios de segurança do paciente em todas as áreas de atividade, incluindo aspectos estruturais e assistenciais.

Conforme a enfermeira Gilciane Bolzan Wansing, que coordenou o processo de Acreditação Hospitalar no HSC, o próximo passo é trabalhar para atingir o Nível 2 (Acreditado Pleno). Para isso, além dos critérios de segurança deve-se apresentar gestão integrada, com processos de melhoria contínua ocorrendo de maneira fluida e plena comunicação entre as atividades. Os certificados dos níveis 1 e 2 têm validade de dois anos cada.

Já o princípio do nível 3 (Acreditado com Excelência) é a excelência em gestão. Nesse caso o estabelecimento de saúde precisa atender aos níveis 1 e 2, além de demonstrar uma cultura organizacional de melhoria contínua com maturidade institucional em gestão nos processos assistenciais, de apoio e administrativos, focando em qualidade, em segurança do paciente e na sustentabilidade. O certificado de excelência é válido por três anos.

De acordo com o Superintendente Técnico da ONA, Péricles Cruz, a certificação de uma organização de saúde por meio da acreditação é um reconhecimento de que a instituição atende aos rigorosos padrões que a metodologia exige. “A Acreditação do Hospital Santa Cruz será acompanhada por nossos avaliadores por meio de visitas periódicas de manutenção” explicou. Segundo ele, o processo de acreditação é de caráter voluntário e educativo, não configurando uma fiscalização. “No decorrer da avaliação todas as áreas da instituição são visitadas e mais de mil requisitos são verificados antes da homologação da acreditação”, ressaltou o superintendente.

A ONA

A metodologia de acreditação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) é reconhecida pela International Society for Quality in Health Care (ISQua), associação parceira da OMS e que conta com representantes de instituições acadêmicas e organizações de saúde de mais de 100 países. Fundada em 1999, consolidou-se como a principal acreditação de saúde do país. Seus manuais são específicos para diversos tipos de estabelecimentos: hospitais, ambulatórios, laboratórios, serviços de pronto atendimento, assistência domiciliar, clínicas odontológicas, clínicas de hemoterapia, serviços de terapia renal substitutiva e serviços de diagnóstico por imagem, radioterapia e medicina nuclear, câmera hiperbárica e serviços oncológicos. A ONA também certifica serviços de apoio a instituições de saúde, como lavanderia, dietoterapia, esterilização e manipulação.


Foto: Divulgação
Com a conquista, o HSC passou a fazer parte do seleto grupo de 6,5% dos hospitais brasileiros que são Acreditados
Com a conquista, o HSC passou a fazer parte do seleto grupo de 6,5% dos hospitais brasileiros que são Acreditados