Talento local para o mundo ver


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 16/11/2021 15:16
Atualizado 16/11/2021 15:19

Geral   É DAQUI

Um talento local tipo exportação. Esse é Felipe Rodrigo Nicknig, de 37 anos, natural de Santa Cruz do Sul e radicado em Goiânia (GO) há 15 anos, onde construiu uma carreira artística internacional, como artista de acrobacias aéreas, em tecidos.

Aproveitando que tinha agenda para o Rio Grande do Sul – onde ministrou uma oficina cultural em Porto Alegre – esteve em Santa Cruz para visitar os familiares e fez contato com seu colega de faculdade, dos temos da Unisc, o vereador Daiton Mergen.

Nicknig citou o interesse de fomentar parcerias para implantar um projeto cultural na sua cidade natal a fim de formar novos artistas. Seu espelho foi o projeto Cestinha, na área de esportes, do qual fez parte como atleta e que formou muitos jogadores que hoje ainda estão em atividade no basquete nacional. “Atuei no Projeto Cestinha da Unisc, como jogador de basquete, mas direcionei a minha carreira para a área de acrobacias aéreas quando entrei no projeto Corpo de Danças, estimulado pela professora Úrsula Müller, quando era aluno da Unisc em 2003”, citou.

Em 2006 acabou deixando a cidade para ir a Goiás. Seis anos mais tarde, abriu uma escola de formação de artistas em Goiânia e atua em projetos culturais com execução de espetáculos com recursos do Governo. Aprimorou sua técnica circense na Itália e hoje é uma referência nacional e internacional. “Agora quero retomar meus laços com Santa Cruz do Sul, no sentido de buscar parcerias para um projeto local de descoberta de talentos locais. Estou conversando com algumas pessoas e irei procurar outras para tentar fomentar algo”, observou Felipe, que no ano que vem pretende trazer um espetáculo que dirige para Santa Cruz do Sul.

Felipe contou ainda que está envolvido na realização do curta metragem “Atravessar-se” e de projetos com vistas ao ano que vem.

Saiba mais

Felipe Rodrigo Nicknig é artista circense autodidata, professor e Diretor Artístico. Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás (UFG), tendo ampla experiência em acrobacias aéreas. É mestrando na pós-graduação em Educação Física, nível mestrado acadêmico da Universidade Federal de Goiás, onde desenvolve pesquisa para desenvolver metodologia de ensino das acrobacias aéreas.

Desde 2003 atua no universo das artes circenses, tendo participando de inúmeros projetos, trabalhos, festivais e colaborou em projetos de formação, além de ser premiado em diferentes editais de incentivo à cultura com projetos de criação, circulação, formação e intercâmbio na Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Goiânia (2017 e 2019), Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás (2015, 2016, 2017 e 2018) e atuar em projetos contemplados de outros artistas e companhias. Em 2017 realizou uma residência de 520 horas para pesquisa e aprofundamento em técnicas de aéreos e circo contemporâneo no Circo Vertiko em Turin/Itália.

Em 2018 recebeu o Troféu Buriti (2018) pelo relevante trabalho realizado através da Catavento Companhia Circense, contribuindo com desenvolvimento artístico/cultural regional e o cenário circense. Em 2019 foi premiado no Troféu Jaburu com a Medalha e diploma de destaque cultural do ano em reconhecimento ao conjunto da obra.

É fundador da Catavento Companhia Circense e idealizador do Núcleo de Formação Ampliada para o Artista de Circo (NUFAAC). Já ministrou mais de 30 edições do workshop de aéreos dinâmicos: uma base para começar, em diferentes estados e cidades brasileiras.


Foto: Divulgação
Felipe Rodrigo Nicknig é um artista reconhecido no cenário cultural internacional, por sua arte em acrobacias aéreas
Felipe Rodrigo Nicknig é um artista reconhecido no cenário cultural internacional, por sua arte em acrobacias aéreas