Adaptações de veículos para GNV crescem em Santa Cruz


Por: Portal Arauto
Publicado 14/11/2021 20:00
Atualizado 15/11/2021 06:25

Geral   ECONOMIA

Considerado uma das principais alternativas à gasolina, o gás natural veicular (GNV) tem sido mais procurado neste ano. Apenas no Rio Grande do Sul, por exemplo, as adaptações de veículos para o GNV aumentaram 38,60% nos nove primeiros meses de 2021 ante o mesmo período do ano passado. Em Santa Cruz do Sul a realidade não é muito diferente. 

A gerente administrativa da Peixe Gás Service, de Santa Cruz, Gabriela Siqueira, destaca que a procura pelas adaptações para GNV aumentou principalmente desde o fim de outubro. Inclusive já tem faltado kit GNV no mercado. Se antes eram vendidos três kits por semana, atualmente são feitas três adaptações por dia. "Nós não estávamos programados para uma procura tão repentina. Sabemos que é ruim quando a gasolina fica mais cara, mas para nós é uma oportunidade de venda", comenta. 

A maioria do público, conforme a gerente, são motoristas de aplicativos, principalmente de Santa Maria, já que na cidade não há uma empresa legalizada capaz de realizar esse serviço de adaptação. A procura intensa está atrelada ao aumento do preço da gasolina, conforme ela. Gabriela ainda explica que o GNV é capaz de aumentar a média do veículo em pelo menos 30% no combustível gasoso. Além disso, há uma grande diferença de preços do litro da gasolina para o metro cúbico, que custa R$ 4,88: "O GNV é capaz de gerar uma economia de 50% a 60%. Vale muito a pena. A maioria dos motoristas por aplicativo de Santa Cruz já rodam com GNV".

SEGURO PARA USO

O proprietário da Mecânica Brutus - de Santa Cruz -, Roger Guilherme Reis, reforça que o uso do gás é capaz de gerar economia, o que justifica o aumento da procura. Conforme ele, o crescimento na busca pelo produto chegou a 50% e, durante a adaptação dos veículos, muitos clientes tiram as dúvidas quanto ao funcionamento e possíveis prejuízos aos motores.

Conforme o mecânico, o sistema de GNV é seguro para o uso, sendo que o único risco apresentado para os condutores é a falta de manutenção corretiva no sistema e a não requalificação do cilindro que tem validade de cinco anos: "O sistema não apresenta perigo, mesmo em condições severas de uso". Ele explica que não é possível colocar GNV em todos os tipos de veículos, pois motores a diesel ainda não contam com o sistema de GNV acessível. 

Ainda segundo ele, o gás natural veicular não estraga o motor, pois trata-se de um combustível muito mais limpo que a gasolina e, por consequência, possui menos impurezas que possam danificar peças e componentes que estão em contato com ele, reduzindo a formação de depósitos e a corrosão, especialmente porque não tem como se misturar com a água, como é o caso da gasolina.

ECONOMIA 

Além da gasolina, o preço do metro cúbico do GNV também deu um salto de 25,12% no estado, mas o valor final segue mais atrativo. Se fosse o mesmo valor que a gasolina, o usuário ainda ia ter em torno de 20% a 25% de economia, que é o que o metro cúbico de GNV rende a mais em relação ao litro de gasolina. De acordo com o proprietário da rede de postos Nevoeiro, Gastão Lambert, também foi possível notar que a busca pelo GNV aumentou muito nos postos desde a alta do preço da gasolina. A procura cresceu cerca de 15% e a tendência é de que aumente ainda mais. 


Foto: Agência Brasil/ Divulgação
Gás natural veicular é uma das principais alternativas à gasolina
Gás natural veicular é uma das principais alternativas à gasolina