A peça-chave por trás dos desfiles da 36ª Oktoberfest


Por: Portal Arauto
Publicado 09/10/2021 19:00
Atualizado 09/10/2021 19:01

Feed de Negócios   FEED DE NEGÓCIOS

É o pai de Pedro Augusto e Caroline um dos responsáveis por levar cor, brilho e magia para as noites da 36ª Oktoberfest. Passa por Wanderlei Machado, um encruzilhadense de nascimento, toda a organização dos desfiles temáticos. Tudo de forma voluntária, o que é na verdade uma marca da personalidade de Wanderlei. Com brilhante trajetória profissional, ele viu na atuação junto à comunidade uma forma de se satisfazer como ser humano e assim segue não só na Oktober, mas também como Presidente e Catequista na Igreja Santo Inácio. De jeito simples ele resume a decisão. “É uma forma de retribuir tudo o que conquistei na minha vida”.

E é com carinho que ele lembra de como iniciou sua participação na Festa da Alegria, em 1995. "Foi à convite do Luiz Konzen. O Oktober é uma cerveja que a gente degusta e nunca mais para de provar. Sempre me envolvi na comissão de desfiles. O primeiro desfile passava na Galvão Costa defronte ao parque, carros menos estruturados, mais raiz. Hoje nosso desfile é bem mais profissionalizado e isso começou com dois ex-colegas, o Sérgio Vianna e o Juliano Colombo quando vieram de Caxias do Sul e trouxeram detalhes de como era feito na Festa da Uva" relembra.

E a dúvida só vem quando questionado de qual foi o desfile mais marcante."Cada desfile é um desfile, o próximo sempre é mais marcante que o anterior, mas esse atual é certamente é o que está nos exigindo mais, no sentido de mobilizar equipes,voluntários", disse.

Ao todo, serão nove desfiles na 36ª Oktoberfest. "Esqueçam 2019 pra trás, tudo isso fica na nossa memória afetiva e visual. A estrutura atual é totalmente diferente. Estamos tendo todo um cuidado com espaçamento, de 20 a 25 pessoas por ala, uso de máscara, mas não vamos deixar de ter alegria. Preciso dar o crédito ao Sérgio Ávila e sua equipe: todos engajados, um trabalho de doação", pontua.

Tem que ter amor

Um estilo de vida. É assim também que Waldemar define os desfiles. E não falta empolgação ao falar sobre o que a festa desse ano pode representar. "Eu fico esperando o ano todo essa oportunidade de levar alegria principalmente nesse ano. As pessoas que vão nos assistir tem que extravassar aquela alegria presa por um ano e meio aqui na Avenida. A Oktober 2021 vai ser a Oktober da virada e com toda certeza vamos estar mais alegres e mais aliviados", destaca.

 


Foto: Maiquel Thessing/Grupo Arauto
A peça-chave por trás dos desfiles da 36ª Oktoberfest