Aprovado projeto que prevê indenização de R$ 1,8 milhão por benfeitorias feitas no Santuário de Schoenstatt


Por: Portal Arauto
Publicado 08/09/2021 19:58
Atualizado 08/09/2021 21:20

Geral   SANTA CRUZ

A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul aprovou na sessão desta quarta-feira (8) o projeto de lei de autoria do Executivo que prevê a destinação de R$ R$ 1.858,000 para a Congregação Irmãs de Maria de Schoenstatt como ressarcimento pelas benfeitorias feitas no espaço. A medida faz parte do acordo firmado junto ao Ministério Público para que a Prefeitura assuma a área e dê prosseguimento ao projeto para implementar um espaço dedicado a educação.
 

Também foi aprovada a alteração da lei que institui a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados  de Santa Cruz do Sul (AGERST). Também foi autorizada a concessão de incentivo tributário à empresa UTC Indústria e Comércio de Tabaco; a alienação de cinco imóveis, este foi aprovado com abstenção dos vereadores Sérgio Moraes, Nicole Weber e Rodrigo Rabuske, do PTB e Alberto Heck (PT).


Foto: Arquivo/Jornal Arauto
Espaço seguirá com capela, mas receberá grande investimento na área da Educação
Espaço seguirá com capela, mas receberá grande investimento na área da Educação