Tomam posse os novos membros do Conselho Municipal de Cultura de Santa Cruz


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Santa Cruz do Sul
Publicado 16/07/2021 13:18
Atualizado 16/07/2021 13:19

Geral   NOVA GESTÃO

Em um evento ocorrido nessa quinta-feira, 15, no auditório da Associação de Entidades Empresariais (Assemp), os novos integrantes do Conselho Municipal de Cultura (CMC) foram empossados para o biênio 2021/2023. São 42 representantes, distribuídos entre titulares e suplentes, sendo 22 da sociedade civil, eleitos pelas setoriais de cultura, e 20 servidores municipais de diversas áreas, indicados pelo órgão governamental. 

O CMC, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cultura (Secult), foi criado por lei em 2010 e consolidado pela Lei nº 8.197, de 15 de maio de 2019. Tem atuação deliberativa, consultiva, fiscalizadora e propositiva e a finalidade de auxiliar o Executivo na orientação, planejamento e interpretação de matérias de sua competência, promovendo a gestão democrática da política cultural de Santa Cruz do Sul. 

Antes da posse dos novos conselheiros foi realizada uma homenagem com a entrega de certificados aos membros da gestão 2019/2021. Em seu discurso de despedida, o presidente Fábio Marques Belém, agradeceu pela confiança nele depositada, ressaltou a parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, falou dos desafios enfrentados pelo setor em razão da pandemia e instigou os novos conselheiros a seguirem um caminho de conquistas. “Sejam conselheiros ativos e busquem o diálogo com os artistas porque vocês são pontes. Santa Cruz do Sul é uma cidade linda, tem grandes potencialidades, mas temos que saber que as políticas públicas ainda são deficitárias e precisam ser mais efetivas. Cumpram um papel propositivo, mas também fiscalizador”, enfatizou.

Na ocasião, o secretário municipal de Cultura, Marcelo Régis Corá, destacou a importância do CMC e a qualificação pessoal, técnica e profissional de seus integrantes. Ele também fez questão de reiterar o apoio  da Secult no que diz respeito ao diálogo permanente e à construção coletiva acerca das demandas advindas do meio cultural. “A prefeita Helena já deixou claro que em Santa Cruz do Sul a cultura é prioridade. Isso está em nosso plano de governo e permanece com força. Cada vez mais as setoriais serão ouvidas e acolhidas em suas propostas”, ressaltou

Os novos conselheiros foram empossados pelo vice-prefeito Elstor Desbessell, que fez a leitura do termo de posse. Eles também receberam certificados após a assinatura do termo. Em seu pronunciamento Desbessell afirmou que a atual administração quer deixar para Santa Cruz do Sul um grande legado na área da cultura e mencionou importantes projetos, como o espaço de coworking, o café vagão e o mercado público, como mais um futuro espaço para manifestações culturais. “A cultura é um segmento fundamental para que a cidade se desenvolva e cresça”.  

Depois da cerimônia foi realizada a eleição da Câmara Diretiva do CMC para o biênio 2021/2023. Carlos Roberto Escouto foi eleito presidente, Marta Regina dos Santos Nunes vice-presidente e Carla Regina Spies e Marcielli Lilian Trevisan secretárias.


Foto: Luiz Fernando Bertuol/ Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Sul/ Divulgação
São 42 representantes, sendo 22 da sociedade civil, eleitos pelas setoriais de cultura, e 20 servidores municipais de diversas áreas
São 42 representantes, sendo 22 da sociedade civil, eleitos pelas setoriais de cultura, e 20 servidores municipais de diversas áreas

Foto: Luiz Fernando Bertuol/ Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Sul/ Divulgação
Os novos conselheiros foram empossados pelo vice-prefeito Elstor Desbessell
Os novos conselheiros foram empossados pelo vice-prefeito Elstor Desbessell