Gilson Becker conta período de internação e recuperação da Covid-19


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 30/05/2021 10:00

Geral   EM RECUPERAÇÃO

Hospitalizado por oito dias após complicações decorrentes da Covid-19. O chefe do Executivo vera-cruzense, Gilson Becker, retornou nesta semana ao gabinete. Becker foi internado na manhã do dia 14 de maio, no Hospital Santa Cruz (HSC). Ele foi positivado para a doença no dia 5, cumpriu isolamento domiciliar e chegou a retornar às atividades no dia 13 de maio. Porém, após um quadro de embolia pulmonar precisou ser internado.

O Prefeito passou seis dias no HSC, onde recebeu cuidados intensivos no tratamento da doença, inclusive com uso de oxigênio, depois foi transferido para o Hospital Vera Cruz (HVC), onde ficou mais dois dias internado. No entanto, segundo Becker, o primeiro atendimento foi buscado por ele e pela esposa quando do aparecimento dos sintomas no Ambulatório de Campanha, instalado no junto ao Ginásio Poliesportivo de Vera Cruz. “No dia do meu retorno, à tarde, procurei o plantão por que tive febre e falta de ar. Assim se comprovou a embolia pulmonar. Fui ao HSC por orientação médica, para realização de exames de maior complexidade e já me mantiveram internado. Depois de ter o quadro mais estabilizado fui autorizado a vir ao Hospital Vera Cruz. Fui muito bem atendido em todos os pontos, desde o Ambulatório até nos hospitais”, conta.

Internado, Becker sentiu na pele as dificuldades enfrentadas pela saúde, principalmente no momento de pandemia. “Pela legislação deveríamos investir 17% da arrecadação em saúde e atualmente investimos 28%. Às vezes não são só os recursos financeiros. A saúde é prioritária e sempre nos esforçamos para manter o atendimento básico. Tivemos que reduzir o atendimentos nos postos de saúde de Ferraz e Linha Andreas,  porque não temos profissionais suficientes. Ano passado tivemos um aporte maior dos governos para a manutenção da saúde. Porém, neste ano, R$ 60 mil por mês estão sendo enviados, o que não é suficiente para cobrirmos os custos”, lamentou.

O Prefeito comentou ainda que o atual momento exige, por parte dos governos, atenção aos pacientes. “Em virtude da pandemia ficou muita coisa reprimida e algumas demandas de saúde foram interrompidas. Procedimentos eletivos e exames de menor complexidade precisaram, infelizmente, ser adiados. Muitas vezes o que precisamos é dar uma atenção aos pacientes para que entendam que não estão esquecidos. Apenas o momento não nos permite dar andamento às demandas deles, mas ali na frente as coisas voltarão à normalidade”, salienta.

 Sobre o fechamento do Ambulatório de Campanha, que permitiria uma retomada à normalidade nos atendimentos dos postos de saúde, o Prefeito comentou que ainda não é o momento. “Nos últimos dias, até por conta do frio, houve um pequeno acréscimo na procura pelos atendimentos. A busca por leitos de UTI também subiu. Por enquanto não tem previsão de fechamento. Se as coisas melhorarem, reavaliaremos”, destaca.

O Prefeito ainda agradeceu aos médicos e profissionais dos hospitais pela dedicação e à comunidade vera-cruzense pelo apoio.


Foto: Rafael Cunha/Grupo Arauto
Chefe do Executivo municipal retornou nesta semana à s atividades na Prefeitura
Chefe do Executivo municipal retornou nesta semana à s atividades na Prefeitura