Na beira da calçada, frutíferas garantem opções saborosas para a vizinhança


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 20/02/2021 20:00

Geral   AO ALCANCE

Nesta época do ano, algumas frutas ganham destaque por estarem em fase de maturação, prontas para serem apanhadas do pé e fazerem parte das refeições, seja in natura, em sucos, ou compondo receitas como geleias e doces. Mas não é preciso morar na zona rural para ter ao alcance árvores frutíferas como pereira, mangueira, caquizeiro, além das videiras - que ficam bem carregadas de frutos nesta estação. Moradores das zonas rural e urbana cultivam pomares no pátio de casa, mas também é comum observar pela cidade as frutíferas na beira da calçada. Este ano elas foram favorecidas pelo clima e apresentam bom desenvolvimento, para a alegria da vizinhança ou de quem passa nestes locais para uma caminhada e aproveita para garantir os frutos como lanche. 

O engenheiro agrônomo da Emater/RS Ascar de Vera Cruz, Alberto Evangelho Pinheiro, explica que neste ano as árvores estão com cargas bonitas de frutos em função do clima seco registrado na primavera e no início do verão. “Este fator evitou a proliferação de doenças, como Antracnose - que causa danos em diferentes partes da planta - e favoreceu o pegamento dos frutos. A condição de ar seco é mais expressiva na cidade, tanto que é mais comum vermos as árvores mais carregadas de frutos na zona urbana. Além disso, as chuvas regulares dos últimos dias vieram para completar o ciclo e colaborar para o bom desenvolvimento”, afirma.  

PARA SABOREAR

Quem comemora os bons frutos colhidos nesta estação é Nelci dos Santos, moradora do centro. Na frente da sua casa não faltam opções: tem pera, caqui, limão e laranja - além dos que cultiva nos fundos de casa, como goiaba e uva. “As árvores são compartilhadas pelos vizinhos, cada um pega um pouco e sempre para um carro ou outro para apanhar as frutas também. Além do colorido que as frutíferas trazem para a rua, não preciso comprar estas frutas no mercado e, ainda, posso fazer bolos, geleias e sucos”, conta.

 


Foto: Jornal Arauto / Caroline Moreira
Em frente à casa de Nelci, pé de caqui está carregado
Em frente à casa de Nelci, pé de caqui está carregado