"Ele tinha amor à vida. Não havia tristeza, era só alegria para ele", relembra amiga de jovem que morreu na RSC-287


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 29/01/2021 19:43
Atualizado 29/01/2021 19:44

Geral   TRISTEZA

A chuva e o dia nublado da quarta-feira pareciam ser um reflexo da tristeza por força de uma tragédia. Dois jovens vale-solenses tiveram suas vidas ceifadas por um acidente na madrugada do dia 27: Jeferson Diovani Kuhn de Campos, de 19 anos, e Maiquel Silva dos Santos, de 17 anos.

Eles voltavam do aniversário de um amigo, quando o carro em que estavam se envolveu em um acidente com um caminhão. Naquele instante, apagaram-se planos, sonhos e vidas tão jovens. Na manhã de ontem, a comunidade despediu-se dos meninos que viu crescer. Jeferson foi sepultado no Cemitério Rohlfes, em Faxinal de Dentro, e Maiquel no Cemitério Católico de Linha Barra de Ferro, em Pinhal Santo Antônio, em Sinimbu.

Maiquel completaria a maioridade no dia 30 de abril. O maior sonho do gremista, conforme os amigos, era tirar a carteira de habilitação e poder dirigir. Ele trabalhava como servente de pedreiro em Santa Cruz do Sul e estava em busca de seus objetivos, um deles era iniciar um curso. “Ele tinha amor à vida. Não havia tristeza, era só alegria para ele”, conta Emanuelly Machado. Maiquel morava com a sogra de Emanuelly, em Faxinal de Dentro. “Ele adorava criança, amava brincar com os meus filhos. Ele era muito sentimental”, recorda, emocionada. 

O sonho de Jeferson sempre foi construir uma família, conta a amiga Eloisa Dorneles. “Ele era um guri muito conhecido, humilde, querido, cheio de sonhos”, destaca. O torcedor colorado trabalhava no Mercado e Açougue Fischer, em Vale do Sol. O chefe e grande amigo, Alex Oliveira Fischer, conta que Jeferson era um jovem dedicado e muito querido. “Ele não falhava um dia, sempre pontual, passávamos o dia inteiro juntos. Agora vai ser difícil retornar à rotina”, diz. Moisés Silva, um outro amigo bastante próximo, lembra com carinho o tempo em que estiveram juntos. “Nos conhecíamos desde os cinco anos. Ele era meu irmão. Estávamos sempre juntos”, disse. 

Os dois jovens eram muito amigos. E tinham um grupo de amigos imenso também. Fato é que pelas redes sociais é possível observar inúmeras homenagens e mensagens de carinho, como algumas abaixo. Eles gostavam de seguir a tradição gaúcha e participavam do Grupo de Dança Tradicional Gaúcha Tangarás.

Conforme relato dos amigos, o que eles mais gostavam de fazer, sem dúvida, era jogar futebol. Jeferson era goleiro e Maiquel jogador. Jogavam em diversos lugares e localidades do município. Um deles era o Ginásio Cipriano. Lá, os encontros eram quase diários, recheados de muitas brincadeiras, conversas e diversão. E foi justamente na quadra de futebol onde corriam de um lado para o outro, que familiares e amigos deram seu adeus aos jovens antes do sepultamento. 

O ACIDENTE

O acidente envolveu um veículo Gol, com placa de Vale do Sol, e uma carreta, de Tailândia, no Pará. A colisão aconteceu próximo à ponte do Arroio Plumbs, no quilômetro 119 da RSC-287, em Vera Cruz.
O caminhão estava carregado de soja e os dois ocupantes do carro morreram no local. A suspeita é de que a colisão tenha sido frontal. O condutor da carreta envolvida no acidente já foi identificado, segundo a Polícia Civil de Vera Cruz. Ele deve se apresentar na presença de advogado. O depoimento está previsto para a próxima semana.

"Brilhem estrelinhas, brilhem como goleiro e como um bom jogador.
Saudade pra sempre será eterna.

Vocês nos deixaram cedo demais, meus irmãos, e nem tivemos tempo de nos despedir.
As memórias são tudo o que nos resta da passagem de vocês  por este mundo. 

Descansem em paz e saibam que amaremos vocês eternamente."


Foto: Arte/Jornal Arauto
Jeferson e Maiquel foram vítimas de grave acidente em Vera Cruz
Jeferson e Maiquel foram vítimas de grave acidente em Vera Cruz