Câmara de Vereadores de Santa Cruz aprova extinção de secretarias da prefeitura


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 07/01/2021 14:11
Atualizado 07/01/2021 14:16

Política   LEGISLATIVO

Em sessão extraordinária realizada na manhã desta quinta-feira (7), os vereadores aprovaram a alteração alterações na estrutura administrativa do Executivo. O projeto de lei foi encaminhado pela prefeita Helena Hermany (Progressistas) nesta quarta-feira e o presidente Ilário Keller (Progressistas) fez a convocação dos vereadores. O projeto foi aprovado por unanimidade pelos 17 vereadores.

Antes da sessão, houve explanação do projeto por parte do secretário de Administração, Edmilson Severo, que apresentou aos vereadores das alterações na estrutura administrativa municipal.

Segundo a justificativa do projeto, assinado pela prefeita Helena Hermany (Progressistas), o proposta segue o princípio da economicidade. “Conforme documentação anexada, no exercício anterior (2020), o total de secretários municipais, funções gratificadas e gratificações por função, resultou em 278 postos, cuja despesa mensal e anual resultou, respectivamente em R$ 1.157.438,02 e R$ 15.428.648,81”, diz.

Pela proposta nova, serão 275 cargos. A economia mensal projetada é de R$ 18 mil e anual de R$ 244 mil. A justificativa ainda observa que a prefeita Helena Hermany acumulará por três meses o cargo de secretária de Segurança, Transportes e Serviços Públicos e o vice-prefeito Elstor Desbessell, o de Secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, que junto com a Diretoria de Segurança a ser ocupada por um servidor efetivo, somarão uma economia de R$ 584.572,48 ao longo deste ano.

Manifestações

Alguns vereadores ocuparam a tribuna para discorrer sobre a matéria. O vereador Alberto Heck (PT) lamentou não estar contemplada uma alteração envolvendo a área de geoprocessamento, que segundo ele, está carente. “Existe um servidor geógrafo lotado na Secretaria de Obras, que poderia muito bem retomar sua atividade”, sugeriu.

O vereador do Novo, Leonel Garibaldi, defendeu o projeto, que vai ao encontro do que prega o seu partido, que é o melhor uso dos recursos públicos. O vereador do PSDB, Francisco Carlos Smidt, lamentou que o projeto veio em cima da hora para os vereadores para que pudessem melhor apreciar a matéria.

O vereador Henrique Hermany (Progressistas), líder do governo, lembrou que a prefeita Helena Hermany assumiu há apenas sete dias e buscou agilizar a reforma administrativa, buscando poupar recursos. O vereador Cleber Pereira (DEM) salientou que a administração está buscando se organizar de forma rápida para melhor poder atender à comunidade. O vereador Rodrigo Rabuske (PTB) destacou que o projeto foi analisado pela bancada do partido e é pertinente buscar a otimização de recursos públicos.


Foto: Divulgação
Vereadores aprovam alteração alterações na estrutura administrativa do Executivo
Vereadores aprovam alteração alterações na estrutura administrativa do Executivo