Projeto Basquete UniCo para Todos é aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte


Por: Portal Arauto
Fonte: Four Comunicação
Publicado 19/11/2020 06:40
Atualizado 19/11/2020 06:41

Esportes   SANTA CRUZ

Os empresários interessados em incentivar um esporte tão amado pelos santa-cruzenses e apoiar o time de basquete UniCo – que em 2021 vai disputar diversas competições de base e o Campeonato Brasileiro do Basquete Adulto - agora podem fazer através do Imposto de Renda. O Projeto Basquete UniCo para Todos foi aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), que permite que projetos de promoção da transformação social recebam recursos provenientes de renúncia fiscal. “Depois da aprovação deste projeto com recursos federais, agora trabalhamos em nível estadual junto ao Pró-Esporte RS. Esperamos contar com o apoio das empresas santa-cruzenses”, salientou o diretor de Basquete do União Corinthians, Diego Puntel.

O projeto faz parte da Campanha Destinação da Receita Federal e se enquadra no Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), que permite a participação de pessoas jurídicas que são tributadas com base no lucro real trimestral ou anual. A empresa participante não pagará um valor maior de imposto de renda, apenas permitirá que 1% do tributo devido seja destinado para os Fundos Municipais, Estaduais e Nacionais relacionados aos Direitos da Criança e do Adolescente, bem como do Idoso. “É uma forma simples de repassar o Imposto de Renda Pessoa Jurídica a projetos como o nosso que promovem a transformação social”, destacou Puntel. Os interessados em receber mais informações sobre a doação podem entrar em contato com o contador responsável pelo projeto, Lucas de Marco, pelo e-mail lucas@kipperedemarco.com.br

Projeto

O Projeto Basquete UniCo para Todos tem o objetivo de estruturar o trabalho das categorias de base através da qualificação das atividades, que visam o desenvolvimento e formação de jovens atletas. A iniciativa, que envolve esportistas de diversas categorias no masculino e feminino, tem duração de 24 meses e foca no investimento em infraestrutura, contratação de profissionais técnicos, participação da equipe em competições, transporte e locomoção, bem como em uniformes. O valor total aprovado para captação é de R$ 788 mil. “Queremos oferecer uma estrutura com base na qualidade do trabalho e rendimentos nas competições, qualificar o desenvolvimento físico, técnico e psicológico da equipe, bem como classificar as equipes nas principais competições”, completou Puntel.


Foto: Divulgação
Empresas podem destinar recursos para categoria de base
Empresas podem destinar recursos para categoria de base