Efasc abre inscrições para turma 2021


Por: Portal Arauto
Fonte: Efasc e Portal Arauto
Publicado 12/10/2020 14:53
Atualizado 12/10/2020 15:05

Geral   EDUCAÇÃO

A Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) abriu nessa segunda-feira (12) as inscrições para a turma 2021. Os interessados podem realizar o cadastro até o dia 10 de fevereiro.

Neste ano, todas as inscrições serão feitas virtualmente, via google formulários. Clique aqui para realizar a inscrição. As entrevistas dos candidatos - juntamente com a família - serão realizadas entre os dias 17 e 19 de fevereiro. Já a lista dos 30 novos estudantes sairá no dia 23 de fevereiro, com o período de matrículas entre 23 e 26 de fevereiro. A nova turma inicia as aulas no dia 8 de março de 2021.

Voltada preferencialmente para filhos/as de agricultores familiares do Vale do Rio Pardo, a Efasc tem como requisitos de entrada: ter o Ensino Fundamental concluído ou ser concluinte em 2020; morar e ter vínculo com o campo; residir em um dos municípios parceiros da escola.

Em 2020, mais 26 estudantes formam-se no Ensino Médio e estarão aptos aos estágios profissionais no ano de 2021, para a obtenção do Curso Técnico em Agricultura, abrindo assim mais 30 vagas que serão preenchidas por essa nova turma. Em 11 anos de história, 280 alunos já passaram pela instituição.

Saiba mais:

O Curso de Ensino Médio Técnico em Agricultura na Efasc se dá via Pedagogia da Alternância, onde os jovens alternam uma semana na escola e outra semana na sua propriedade familiar, experimentando e vivenciando realidades e processos de aprendizagens distintos, a partir da prática agropecuária, relacionando os saberes diferentes, oportunizados pela escola e pela família.

A Efasc é uma escola comunitária e é mantida pela Associação Gaúcha Pró Escolas Famílias Agrícolas (Agefa). Os jovens aptos a buscarem vaga de estudo na Efasc são oriundos destes municípios parceiros: Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Venâncio Aires, Passo do Sobrado, Vale Verde, General Câmara, Rio Pardo, Sinimbu, Herveiras e Boqueirão do Leão.


Foto: Divulgação
Jovens alternam uma semana na escola e outra semana na sua propriedade familiar
Jovens alternam uma semana na escola e outra semana na sua propriedade familiar