“Quero fortalecer a renda e diversificar a propriedade”, diz a aluna da Efasol


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 22/09/2020 08:30
Atualizado 22/09/2020 08:37

Geral   SUSTENTABILIDADE

Da janela de casa, a vista para um quintal produtivo, fértil e saboroso. Essa é a finalidade do Projeto Quintais, que introduz nas propriedades familiares os quintais orgânicos de frutas nutricionais e alimentos medicinais. A ação tem o intuito de diversificar e contribuir com a sustentabilidade social, ambiental e econômica dos municípios.

A façanha de apanhar uma fruta do próprio quintal despertou a curiosidade e o desejo da aluna da Escola Família Agrícola de Vale do Sol (Efasol), Andressa Helen da Silva, de 16 anos, em acolher o programa e cultivar na propriedade da família diferentes espécies frutíferas. Ela e o pai, Evaldo Laureno da Silva, estiveram na sexta-feira, dia 18, nas dependências da escola para buscar as árvores e transportá-las para casa, localizada na Linha Emília, no interior de Vale do Sol. Lá, segundo Evaldo, a terra já tinha sido preparada para receber as mudas. “Preparamos nossa propriedade para semear e criar diferentes culturas, por isso, resolvemos participar desse projeto, como forma de diversificar ainda mais as nossas terras”, salienta o agricultor.

Andressa ressalta que os conhecimentos adquiridos durante as aulas vão facilitar o manuseio e o cuidado das plantas e que, com o auxílio do pai e da mãe, Cristiane Guedes da Silva, pretende alavancar a produtividade no local. “Com o projeto quero fortalecer a renda e diversificar a propriedade onde eu moro”, diz a adolescente. Segundo o coordenador da Efasol, Ismael Gomes, a proposta é de abastecer a família durante o ano todo. “O propósito é manter a presença da fruta orgânica nas mesas das famílias cotidianamente”.

Aos alunos da Efasc

Mais de 20 jovens da Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) também foram contemplados para receber as mudas de hortaliças. Há 11 anos parceira dos quintais orgânicos, a instituição conta com mais de 34 hectares de frutas cultivadas, beneficiando mais de 220 famílias, em 12 municípios da região.

Entre os alunos beneficiados está Júnior Henrique da Silva, de 16 anos. O adolescente, que está no segundo ano do Ensino Médio, é morador de Linha Fundinho, em Vera Cruz, mas cultiva as frutíferas na Linha Cipriano de Oliveira, na propriedade do tio Márcio Roos. Segundo Júnior, cerca de 60 mudas já foram plantadas. “Tem laranja, pêssego, caqui, butiá, pitanga, videiras e tantas outras”, destaca o jovem. Além das frutíferas, ele produz hortaliças orgânicas.

Para o professor da área de produção agropecuária da Efasc, Evandro Silveira, é responsabilidade da escola garantir uma alimentação saudável para as famílias. “As frutas e plantas medicinais fazem parte de um modo de vida sustentável dos agricultores”, salienta.

Sobre o projeto

O coordenador do Projeto Quintais da Embrapa, Fernando Rogério Costa Gomes, explica que o programa, que conta com o apoio e parceria da Philip Morris Brasil, existe há mais de 17 anos e objetiva contribuir com a segurança alimentar das famílias e o meio ambiente, através do consumo de alimentos orgânicos. “Promovemos a capacitação dos beneficiários, que podem aumentar a área de cultivo nos seus quintais e gerar renda”, explica.

O programa disponibiliza insumos para a correção do solo, mudas de 20 espécies frutíferas, mudas de 10 plantas medicinais, sementes de feijão e milho e uma forrageira – plantas usadas como fonte de alimento para os animais. O projeto se constitui em Unidades Demonstrativas das tecnologias geradas pela Embrapa e parceiros. “Também são realizados cursos sobre como transformar os produtos provenientes dos quintais em doces, sucos, geleias, entre outros, para agregar valor à produção”, destaca o coordenador.

 


Foto Caroline Moreira/Jornal Arauto
Efasol entregou o kit de mudas para as famílias na sexta-feira, dia 18
Efasol entregou o kit de mudas para as famílias na sexta-feira, dia 18