Defesa desiste de ouvir doze testemunhas no processo que pode culminar na cassação de André Scheibler


Por: Portal Arauto
Publicado 17/07/2020 08:40
Atualizado 17/07/2020 09:26

Política   CÂMARA DE SANTA CRUZ

A defesa de André Francisco Scheibler (PSD) desistiu de ouvir os depoimentos de doze das 24 testemunhas arroladas no processo que pode culminar na cassação de mandato do vereador. As oitivas da Comissão Parlamentar Processante (CPP), instaurada na Câmara de Vereadores para apurar a denúncia do Ministério Público (MP) contra o parlamentar, começaram nessa semana.

Entre as desistências, estão nomes como o de Aretusa Molina Scheibler, Marcelo André Scheibler, Débora Reichert de Oliveira e de alguns servidores da Câmara. De acordo com o advogado de Scheibler, Ezequiel Vetoretti, que falou ao Portal Arauto nesta quinta-feira (16), a desistência se deu apenas porque a defesa já conseguiu provas do que desejava. "Já ficou muito claro aquilo que a gente pretendia provar, através das testemunhas de acusação. Portanto, não teria porque ouvir todas essas testemunhas se já comprovamos o que queríamos", explicou.

Para o vereador e presidente da CPP, Alberto Heck, a desistência das testemunhas por parte da defesa foi surpresa para a comissão. Ainda, segundo ele, os 17 depoimentos colhidos até o momento, transcorreram com normalidade e basicamente, as testemunhas reiteraram o que manisfestaram ao MP sobre o caso."Seguimos com as oitivas na terça e quarta-feira para finalizar a fase de instrução. Após isso, vamos elaborar o relatório final e a partir disso, convocar a sessão para votação, o que deve ocorrer no próximo mês", analisa.

Agora, restam ainda os depoimentos de outras dez pessoas, além do vereador denunciado. Todos eles estão marcados para a próxima semana.


Foto: Jacson Stülp/Câmara de Vereadores