Através de cartas, carinho endereçado a cada criança


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 11/07/2020 18:00

Geral   VERA CRUZ

Em um dia a dia tão tecnológico, em que a comunicação está baseada em redes sociais, aplicativos e e-mail, receber uma carta, ainda mais escrita a mão, é sensação de nostalgia, vem carregada de zelo, de carinho, de aproximação mesmo em um ano de tanto distanciamento físico. As professoras da Educação Infantil do Instituto Sinodal Imigrante (IMI) surpreenderam seus alunos em meados de junho, quando enviaram, para a casa de cada um, o recadinho preparado especialmente para matar a saudade. Não faltaram desenhos, cores e palavras pensadas de forma única, com o jeitinho de cada criança.

Os recados lembraram de momentos divertidos vividos na escola e também falavam da saudade que as professoras estão sentindo.  Lucas, de cinco anos, ficou radiante ao receber em casa uma carta com o seu nome, conta a mãe, Aila Menezes. “O que achei muito legal é que foi super pessoal, escrita a mão e com característica dele, a professora lembrou de uma coisa que ele comentou um dia e colocou na carta”, frisou a mãe, relembrando o afeto que cada escrita transmitiu às crianças. Susana Costa também conta que a filha, Luiza, ficou eufórica com a cartinha feita especialmente para ela. “Lê rápido, mãe”, relembra Susana, ao contar da ansiedade da menina em saber as palavras endereçadas a ela.

Foi justamente o desejo das professoras. Tatiani Emmel conta que as cartas foram uma ideia para se aproximarem dos pequenos durante este momento tão inusitado e diferente. “Buscamos escrever cada cartinha com alguma lembrança ou momento vivenciado durante o período de aula. A saudade é muita, e ver o brilho nos olhos das crianças foi de encher o coração de alegria, mesmo que por meio de fotos”, compartilhou Tatiani, que organizou a atividade juntamente com as professoras Everli Rauber, Jonara Fontoura e Gabriela Lopes, da Educação Infantil, com a sugestão da diretora Tânia Eichwald.

 

 

Lucas ficou radiante com a cartinha enviada pela professora
Lucas ficou radiante com a cartinha enviada pela professora (Foto: Carolina Almeida/ Jornal Arauto)