Coordenadoria Regional de Saúde avalia como preocupante atual quadro da região


Publicado 01/07/2020 06:30
Atualizado 01/07/2020 07:13
COVID-19   EM ALERTA Fonte: Portal Arauto

O aumento no número de casos de coronavírus e os três óbitos registrados nos últimos dias em Rio Pardo têm deixado a 13ª Coordenadoria Regional de Saúde ainda mais em estado de alerta. Com a chegada do inverno e os dias mais frios, a preocupação para o mês de julho cresce ainda mais. 

Segundo a coordenadora da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde, Mariluce Reis, julho é um mês em que costumam haver mais internações de síndromes gripais. Em tempo de pandemia, a tendência é de que as síndromes gripais se intensifiquem, principalmente porque a imunidade das pessoas baixa. "Não terminamos o mês de junho ainda e já há uma crescente de número internações por síndromes gripais e também de casos e óbitos por coronavírus nessa semana", comenta. 

Conforme ela, não é possível dizer qual cenário em relação ao coronavírus a região pode ter pela frente, mas ela avalia o quadro atual como preocupante devido ao aumento de óbitos e casos confirmados. "É um momento muito preocupante. Temos uma ocupação de leitos de UTI grande que chega a 70% na região. Isso é uma grande preocupação e que se seguir aumentando pode nos levar a uma bandeira vermelha", observa.

INTENSIFICAÇÃO DAS AÇÕES

Mariluce destacou a importância da intensificação das ações, sendo cada vez mais obrigatório o uso de máscaras, assim como o de álcool em gel: "Poderemos ter novas ações caso haja uma mudança de bandeira. Estamos tentando aumentar ainda o número de leitos de UTI, que é a nossa maior preocupação".

Quanto às três mortes por Covid-19 que aconteceram nos últimos dias em Rio Pardo, a coordenadora ressalta que se tem conhecimento de uma clínica geriátrica que está com um surto instalado. Segundo ela, surtos em clínicas geriátricas já aconteceram em diversas cidades do estado, mas em alguns locais os surtos foram mais intensos do que em outros. "Nós estamos monitorando e quem faz as ações é a Vigilância do município. Temos que ter consciência de que estamos em uma pandemia e precisamos estar sempre com o sinal de alerta para a transmissão", reforça.

 

 

Segundo Mariluce Reis, cenário da região  está preocupante
Segundo Mariluce Reis, cenário da região está preocupante (Foto: Guilherme Bica/Arquivo Portal Arauto)







Corona - Aqui não passa!