Grupo Gamp projeta melhorias no Hospital Regional


Publicado em 22/05/2017 16:47 Atualizado em 22/05/2017 17:13 Região   RIO PARDO Fonte: Portal Arauto

O Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp) assumiu a administração do Hospital Regional do Vale do Rio Pardo em abril deste ano, após rompimento da Prefeitura de Rio Pardo com a antiga administração, a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas. Na oportunidade, cerca de 165 funcionários foram desligados e não receberam as verbas rescisórias. Nesta segunda-feira (22), por ocasião da abertura da Semana da Enfermagem do hospital, o diretor assistencial do Gamp, Gustavo Corrêa, esteve na instituição e, por telefone, concedeu entrevista ao Portal Arauto. Questionado, Corrêa afirmou ter conhecimento de uma ação do Ministério Público que pede a nulidade do contrato do Grupo com a Prefeitura, contudo, manifestou que quem se manifesta a respeito é o Executivo. Da mesma forma, destacou que as rescisões não competem ao Gamp e sim à então administradora. "Assumimos através de contrato emergencial com a Prefeitura de Rio Pardo. O processo seletivo dos profissionais se deu por currículo e por prova e posterior contratação", resume.

Em uma semana de administração, o diretor assistencial pontua que a equipe resolveu situações como o elevador e o equipamento de raio-x que estavam estragados. Também foram iniciados os processos de orçamento para reforma de melhorias na fachada e algumas questões internas. Está em início de obra a adequação do Centro de Material e Esterilização (CME). "Havia uma notificação anterior a abril da Vigiliância Sanitária da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) de que o setor estava inadequado para o funcionamento", revela Corrêa. De outra parte, o diretor pontua que apesar da troca de administração e da contratação de novos profissionais a estrutura está funcionando na sua totalidade. A estrutura está 100% funcionando para os 13 municípios da 13ª Coordenadora de Saúde", sublinha.

Além de melhorias estruturais, em parceria com a Prefeitura e a Secretaria Municipal de Saúde, está em análise a demanda reprimida de atendimentos e a fila de espera, tanto para o município de Rio Pardo como para os pacientes dos municípios para os quais o Hospital Regional é referência. A ideia é "organizar essa fila e tentar diminuir o tempo de espera. A ideia é fazer um bom serviço na parte assistencial ao paciente. O Gamp trabalha muito com a edeia de assistência de qualuidade aos munícipes", reafirma Corrêa.

A Semana da Enfermagem do Hospital Regional de Rio Pardo segue até o dia 27, com palestras multidisciplinares e capacitação aos profissionais.

PortalArauto
Gamp quer organizar demanda e reduzir tempo de espera em fila (Foto Divulgação)











Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB