Vice-prefeito, servidores e empresário de Agudo são presos durante Operação


Publicado em 13/06/2018 08:04 Atualizado em 13/06/2018 13:48 Polícia   FOGO FÁTUO Fonte: Portal Arauto

O vice-prefeito de Agudo, Moisés Carlos Kilian, foi preso na manhã desta quarta-feira (13) durante a Operação Fogo Fátuo, desencadeada pela Polícia Civil gaúcha. A ação visou desarticular uma organização criminosa com atuação na Prefeitura do município, localizado na Quarta Colônia. 

Além da prisão de Kilian, outras seis pessoas foram presas, dentre elas servidores da Secretaria de Obras de Agudo e um empresário. Diversos documentos, armas e munições foram apreendidos. Os presos são acusados de crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, fraudes licitatórias, organização criminosa e lavagem de dinheiro. 

Foram cumpridas 48 ordens judiciais entre prisão, mandados de busca, bloqueio de ativos e indisponibilidade de bens móveis e imóveis nos municípios de Agudo, Santa Maria, Cachoeira do Sul, Canoas e Porto Alegre.

Segundo os delegados André Lobo Anicet e Max Otto Ritter foi aproximadamente um ano de investigação apurando crimes no âmbito municipal de Agudo. “Buscou-se desarticular uma organização criminosa estruturada no município de Agudo com atuação dentro da Prefeitura, formada pelo vice-prefeito, seus assessores, motoristas e secretários, em conluio com empresários do ramo de máquinas e peças”, contam os delegados. Segundo eles, em conluio com empresários, eram solicitadas notas fiscais com valores superfaturados, visando o desvio de recursos públicos”, explicaram Anicet e Ritter.

O delegado Sandro Meinerz, Regional de Santa Maria, relatou que foram apreendidas seis armas de fogo e munições nas residências dos investigados. "Um dos empresários suspeito de praticar as fraudes licitatórias também foi autuado em flagrante por posse de munição de uso restrito", completou Meinerz. O Diretor de Investigação Criminal do Deic, delegado Sander Cajal, enfatizou que a ação da Especializada é fruto de um trabalho conjunto com a Delegacia Regional de Santa Maria, em especial com o apoio logístico da Delegacia de Polícia de Agudo. 

PortalArauto
Documentos foram apreendidos na manhã desta quarta-feira (Foto: Divulgação/Polícia Civil RS)
PortalArauto
A ação visa desarticular uma organização criminosa com atuação na Prefeitura (Foto: Divulgação/Polícia Civil RS)
PortalArauto
Presos são acusados de lavagem de dinheiro, fraudes e organização criminosa (Foto: Divulgação/Polícia Civil RS)






Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB