Nem tudo está perdido

Nem tudo está perdido


Publicado 17/11/2020 09:09
Atualizado 17/11/2020 13:53

Sabe aquele dia ruim? Quando tudo parece dar errado? Você perde o ônibus, descobre a doença de um amigo, pisa em um chiclete, não consegue dar conta de todas as atividades previstas, queima a mão cozinhando e na hora do banho a resistência do chuveiro queima. São muitos os problemas, obstáculos e dificuldades diárias, em diferentes proporções, que conseguem nos desanimar ou nos tirar do sério. A sua dor e a dor do outro, embora a de um seja um arroz queimado e a do outro um emprego perdido, sempre é uma dor. E toda dor deve ser respeitada. Mas então a noite passa e você acorda para uma nova oportunidade. O sol brilha e tudo começa a dar certo. São 24 novas horas para você ser feliz.

Por isso, ao caminhar pela cidade ou pelo interior e já observar as decorações natalinas, as luzinhas, os pinheiros e centenas de papais noéis, não desespere-se. O ano está sim terminando, mas embora tenha sido difícil, um novo começará logo depois. E da mesma forma que um dia inicia após o outro de uma forma completamente diferente, acredite que 2021 também virá melhor. Faça seus planos, sem esquecer dos cuidados da pandemia, valorize quem você ama, dê presentes, faça ligações e vista sua melhor roupa para a virada.  

Mesmo que você talvez não tenha tantos motivos para comemorar, festeje tudo aquilo que ainda pode vir. Agradeça a Deus por sua saúde e a dos demais. Reze por meses prósperos, seguros e felizes. Seja grato por cada sorriso que deu em 2020, mesmo com tudo de ponta cabeça. Reconheça o quanto você conseguiu ser feliz esse ano, mesmo que a maioria do tempo tenha sido difícil. Pense nos novos amigos que fez, nas conquistas pessoais e profissionais, ou agradeça pelos livramentos que teve durante os últimos meses. Aprenda com as dificuldades e espere o novo ano que se aproxima. Afinal, nem tudo está perdido. Nunca está. 

Foto: Freepik






Luiza Adorna Jornalista, sonhadora e escritora. Apaixonada pelas letras e pelo jornalismo desde criança. Gosta de observar a vida e registrar o que enxerga pelas ruas. Gosta de contar a história das pessoas. Gosta de narrar a existência humana. Notas de Rua é um blog sobre a vida, sobre o cotidiano e sobre aquilo que não deve passar despercebido.