compartilhe >>

Castelos de areia


Publicado 30/01/2024 08:38
Atualizado 30/01/2024 08:39

Mensagem do Dia

Disponível também em:


Uma criança sentada, à beira mar, dedica horas a construir um castelo de areia. Com cuidado e detalhe, ela seleciona o local, molda torres e muralhas, e talvez até trace caminhos que levam a portões imaginários. Cada grão de areia parece ter um propósito, cada torre um significado. Mas, então, inevitavelmente, as ondas do mar avançam, engolindo o castelo em um abraço frio e impiedoso. O que resta é apenas o rastro de um sonho, diluído entre a espuma e a areia.
Superar a frustração de sonhos destruídos pode ser comparado a essa experiência. Embora desoladora, a cena do castelo de areia sendo devorado pelas águas do mar carrega em si lições profundas sobre resiliência, esperança e a arte de reconstruir.
Aceitação: A primeira lição é a aceitação. Assim como a criança aprende que as ondas são parte inseparável do mar, nós também devemos entender que contratempos e desafios são componentes inevitáveis da vida. Aceitar não significa gostar ou desistir, mas sim reconhecer a realidade sem lutar contra ela.
Resiliência: A criança, após o primeiro impacto da perda, pode escolher entre lamentar indefinidamente ou começar a construir novamente. A resiliência está nessa capacidade de se levantar após a queda, de olhar para as ruínas e ver a possibilidade de um novo início. É entender que nossa força não está na imunidade à dor, mas na habilidade de seguir em frente apesar dela.
Criatividade e Aprendizado: Cada castelo de areia seguinte pode ser mais forte, mais sábio, construído em um local mais seguro ou com técnicas melhores. Da mesma forma, ao enfrentarmos a destruição de um sonho, somos chamados a refletir, aprender e crescer. Talvez ajustemos nossos objetivos, talvez encontremos novos métodos ou talvez simplesmente ganhemos a sabedoria que vem com a experiência.
Valor no Processo: Há beleza e valor no próprio ato de construir, independentemente do resultado final. A criança encontra alegria nas horas passadas moldando areia, assim como nós podemos encontrar satisfação e propósito no caminho percorrido em direção aos nossos sonhos, mesmo quando eles não se concretizam como esperado.
Esperança: Por fim, a esperança é o que nos permite começar de novo, é a crença de que, apesar das ondas, há sempre a possibilidade de um castelo ainda mais belo no horizonte. Cada onda que destrói não somente apaga, mas também limpa o terreno para que possamos sonhar mais uma vez. Com cada castelo levantado e perdido, aprendemos mais sobre nossa capacidade de amar, sonhar e, acima de tudo, começar de novo.


Castelos de areia