compartilhe >>

FC Santa Cruz: trajetória, paixão e conquistas


Fonte: Grupo Arauto
Publicado 03/12/2023 12:00

Geral   CONCURSO MULTIPLATAFORMA GRUPO ARAUTO E UNISC

Este material faz parte do Concurso Multiplataforma Grupo Arauto e Unisc e foi produzido por estudantes de Comunicação Social da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc).

Por Matheus Augusto Weschenfelder e Matheus Redin Gass

No entardecer do século 19, quando o futebol ainda era uma semente lançada em solo brasileiro, um pequeno grupo de jovens visionários reunia-se na pacata Santa Cruz do Sul. Impulsionados pela paixão pelo esporte e inspirados pelos pioneiros do Sport Club RioGrande, eles deram vida a uma jornada que ecoaria através das décadas, moldando o destino do futebol gaúcho. Este é o conto do Foot-Ball Club Santa Cruz.

No inusitado Hotel Schimidt, o destemido André Klarmann, juntamente a um grupo de jovens, começou a idealizar e propor a criação de um time de futebol. Em 26 de março de 1913, nasceu o Foot-Ball Club Santa Cruz, o 34° clube de futebol a ser fundado em solo brasileiro e o 11° em solo gaúcho. Um humilde começo para uma jornada que desafiaria fronteiras e conquistaria corações.

O preto e branco, cores emblemáticas que vestiriam o orgulho do Santa Cruz, foram escolhidos desde os primórdios. No campo da várzea, sob o sol de abril, o Santa Cruz viu sua primeira luz, enfrentando o Clube Concórdia em uma batalha que ecoaria na memória da cidade. E assim, apenas dois meses após seu primeiro confronto, o Santa Cruz alçou voo para além de suas fronteiras, desafiando uma equipe em Candelária. Uma vitória majestosa, o primeiro capítulo de uma saga gloriosa.

A cada partida, o F.B.C Santa Cruz escrevia uma nova página na história do futebol gaúcho. Sua jornada estava apenas começando, mas cada vitória, cada derrota, moldava o caráter do clube. Em um país onde o futebol se tornaria uma paixão nacional, o Santa Cruz foi pioneiro, um farol que iluminava o caminho para as gerações futuras.

Confira o documentário:


Foto: Grupo Arauto
No entardecer do século 19, quando o futebol ainda era uma semente lançada em solo brasileiro, um pequeno grupo de jovens visionários reunia-se na pacata Santa Cruz do Sul
No entardecer do século 19, quando o futebol ainda era uma semente lançada em solo brasileiro, um pequeno grupo de jovens visionários reunia-se na pacata Santa Cruz do Sul