Coleta seletiva será estendida para mais 20 bairros a partir do dia 15 em Santa Cruz


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Santa Cruz
Publicado 04/08/2022 08:21
Atualizado 04/08/2022 11:23

Geral   MEIO AMBIENTE

A Prefeitura de Santa Cruz do Sul está ampliando a coleta seletiva para mais 20 bairros da cidade. O recolhimento terá início no próximo dia 15, uma segunda-feira, e será feito pela empresa Conesul Soluções Ambientais, vencedora da licitação. Com isso 100% da zona urbana do município estará atendida pela coleta seletiva, o que inclui os 15 bairros já abrangidos pela Cooperativa de Catadores e Recicladores (Coomcat). 

O mapa da coleta nos novos bairros foi dividido por setores e o caminhão da Conesul fará o recolhimento dos materiais uma vez por semana. Para que a população tome conhecimento da ampliação do serviço e assim possa fazer o descarte correto, a prefeitura vai fazer uma grande campanha de conscientização, batizada de Coleta + Santa Cruz, com o slogan Nossas atitudes criam um mundo sustentável.

O cronograma da coleta, com os dias e horários estabelecidos para cada setor será informado pela própria empresa junto aos moradores, com a distribuição de imãs de geladeira, também estará disponível no site da prefeitura e será divulgado através dos veículos de comunicação. Já com relação à coleta feita pela Coomcat, nada muda, o cronograma permanece o mesmo e pode ser encontrado no site do Município, no seguinte link: https://www.santacruz.rs.gov.br/download2019/coomcat/coleta_lixo.pdf.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade, Jaques Eisenberger, quando a coleta seletiva estiver funcionando a pleno, a projeção do governo é alcançar uma redução de 30 por cento dos materiais atualmente encaminhados para o aterro sanitário e aumentar o índice de reciclagem, que hoje é de 12 por cento. “Para que esse projeto tenha êxito a adesão e o engajamento da comunidade são fundamentais, portanto reforço o meu pedido para que as pessoas participem. Não adianta implantarmos a coleta seletiva no município se em casa a população não colaborar fazendo a separação e encaminhando os resíduos de forma adequada”, alertou.

Os recicláveis recolhidos pela Conesul serão destinados para serem comercializados pela Coomcat, gerando renda para as famílias dos cooperativados. A estimativa com a ampliação da coleta é de que sejam recolhidas mais 200 toneladas de materiais, entre papel, papelão, plástico, metal e vidro. O recolhimento feito hoje pela Coomcat no Centro e em mais 14 bairros do entorno, resulta no recolhimento de 60 toneladas, porém a expectativa é chegar a 270 toneladas. A empresa hoje também é responsável pelas coletas convencional e por meio de contêineres na zona urbana.

Coleta + Santa Cruz - O desafio a partir de agora é conseguir a adesão da população, mostrando para as pessoas a importância de fazerem a separação domiciliar do lixo, colocando em um saco os rejeitos e orgânicos e em outro os materiais recicláveis. A orientação é que o descarte próximo às lixeiras deve ser feito sempre nos dias e horários estabelecidos para evitar rompimento dos sacos e também impedir que o conteúdo dos mesmos se espalhe causando sujeira nas vias e entupimento de bocas de lobo. Também é fundamental observar o cronograma na hora do descarte para evitar ações de papeleiros irregulares. 

Além de reduzir a quantidade de materiais que são encaminhados pela prefeitura para o aterro em Minas do Leão – cerca de 33,5 mil toneladas por ano -, o que vai representar uma economia para os cofres municipais, a ampliação da coleta seletiva também vai garantir o aumento de renda para dezenas de famílias que sobrevivem da reciclagem e contribuir para reduzir a poluição no planeta, promovendo sustentabilidade e preservação ambiental. 

Dentre as ações para buscar a adesão da comunidade, está também a divulgação nas escolas, através do Projeto Troca Solidária, que teve início em outubro do ano passado. Cada quatro quilos de papel, metal, papelão, vidro e/ou plástico ou ainda  uma garrafa Pet com dois litros de óleo vegetal usado e entregue pelo aluno ou aluna na escola, por ocasião da edição do projeto, dá direito a uma sacola com um quilo de alimento, contendo produtos adquiridos diretamente de agricultores familiares do município. Até o momento já foram realizadas sete edições, com 2,3 toneladas de resíduos sólidos recolhidos e 146,50 litros de óleo usado.

Na hora de fazer a separação, é importante saber que são considerados recicláveis papeis, plásticos, vidro, metais, latinhas, garrafas pet e papelão. Já na categoria de resíduos orgânicos e rejeitos estão restos de comida, erva-mate, papel higiênico e guardanapo. Confira abaixo os dias e horários da coleta seletiva.


Foto: Arquivo Portal Arauto
Mapa da coleta nos novos bairros foi dividido por setores e o caminhão da Conesul fará o recolhimento dos materiais uma vez por semana
Mapa da coleta nos novos bairros foi dividido por setores e o caminhão da Conesul fará o recolhimento dos materiais uma vez por semana