Projeto Bem na Tampa do HSC atinge a marca de 10 toneladas de materiais arrecadados


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 26/07/2022 06:51
Atualizado 26/07/2022 06:52

Geral   MEIO AMBIENTE

O Projeto Bem na Tampa do Hospital Santa Cruz (HSC) ultrapassou a marca de 10 toneladas de tampas plásticas e lacres metálicos arrecadados desde o início do projeto, em 2018. Além de diminuir o lixo ambiental, o projeto contribui com a perspectiva institucional de sustentabilidade e já gerou uma receita de R$ 13,9 mil, destinada à aquisição de itens essenciais ao Hospital.

O sucesso do Bem na Tampa deve-se, em especial, ao apoio da comunidade, como a parceria do município e de escolas, grupos de escoteiros, comércio e empresas da região que têm colaborado para a conscientização e preservação ambiental por meio da reciclagem. Ao mesmo tempo, reverte fundos para a Instituição, gerando recursos livres que entram e garantem o atendimento de demandas urgentes, como a aquisição de itens de rouparia.

Para a gerente de controladoria do HSC, Eliane Hagemann Cauduro,  chegar à marca de 10 toneladas de tampinhas plásticas e lacres metálicos é emocionante. “Pensando na máxima de que não existe o jogar fora, porque tudo o que é 'jogado fora' permanece em algum lugar do planeta, é um alento perceber que tantas pessoas estão engajadas em não descartar esses resíduos no meio ambiente”, elogia. “No conceito da economia circular, que transforma constantemente, pela reciclagem, o que seria lixo em novos produtos, o Bem na Tampa é uma forma de contribuirmos para um mundo mais sustentável”, avalia Eliane.

Conforme o diretor geral do Hospital, Vilmar Thomé, o projeto reforça um dos princípios da Instituição, que é a sustentabilidade. “Atendemos à comunidade gaúcha nas mais diversas situações de saúde, ao mesmo tempo que vislumbramos a indispensável missão de proteger o meio ambiente, numa combinação de ações que alcancem o bem-estar da sociedade e a defesa do bem maior que é a vida", ressalta.
 
Para participar do projeto basta juntar tampas plásticas de qualquer tipo (refrigerantes, sorvete, creme dental, margarina, café, produtos de limpeza etc.) e depositar nos coletores que estão disponíveis em diferentes pontos da cidade, além do próprio Hospital. Os lacres metálicos de latinhas devem ser acondicionados em garrafas pet de dois litros para facilitar o envio à reciclagem.

Interessados podem também solicitar uma bombona coletora identificada com o Bem na Tampa. Os contatos podem ser feitos pelo telefone (51) 3713-7493, com Evandro, Luiza ou Tamara.
 


Foto: Divulgação
Iniciativa contribui com a perspectiva institucional de sustentabilidade e já gerou uma receita de R$ 13,9 mil
Iniciativa contribui com a perspectiva institucional de sustentabilidade e já gerou uma receita de R$ 13,9 mil