Com uma proposta social, loja Mestre Carpinteiro é inaugurada em Santa Cruz


Por: Portal Arauto
Publicado 14/06/2022 19:00

Feed de Negócios   FEED DE NEGÓCIOS

Através de uma proposta social e também buscando transformar vidas, a loja Mestre Carpinteiro foi inaugurada no último sábado (11) em Santa Cruz. Localizado na Avenida Deputado Nicolau Euclides Kliemann, número 354, no Bairro Arroio Grande, o empreendimento contempla materiais rústicos e conceituadas marcas de móveis MDF, MDP, colchões, cozinhas, estofados, sendo possível encontrar móveis para todos os ambientes e estilos. O foco principal é a madeira maciça, ou seja, material rústico.

Mas o local não se diferencia apenas pela venda de materiais rústicos. Há um trabalho social forte por trás da venda dos produtos. O proprietário, Fabrício Lopes Rodrigues, conta que a empresa Mestre Carpinteiro surgiu após uma simples ideia de produzir móveis rústicos. Os trabalhos iniciaram em Linha Pinheiral, mas o empreendimento foi crescendo e, em 2020, uma outra alternativa de trabalho foi buscada. Ele explica que surgiu a oportunidade de fazer um trabalho junto ao Presídio Regional de Santa Cruz do Sul, possibilitando que apenados - em um espaço dentro do presídio - pudessem contribuir com as atividades de confecção dos materiais.

O projeto de ressocialização junto à Susepe, de acordo com Rodrigues, visa dar ao apenado a oportunidade de ele ter uma renda. Com isso, também ganham a remição de pena, sendo que três dias trabalhados equivalem a um dia a menos de pena. Atualmente são 11 apenados que contribuem para a confecção dos produtos do início ao fim e que são vendidos na loja Mestre Carpinteiro. Dentro do próprio presídio está instalada a fábrica para a confecção. 

Contente com o sucesso da iniciativa, Rodrigues comenta: "Sempre gostei de fazer algo pelo próximo. Somos cristãos e o nome Mestre Carpinteiro já é uma alusão a Jesus Cristo. Com ele aprendemos a amar o próximo. Essa obra social vem pra unir um desejo que sempre tive no meu coração de ajudar as pessoas". Além disso, ressalta que muitos apenados contam que desejam se envolver com o projeto quando saírem do presídio. Além de capacitação profissional, é dado um apoio emocional e espiritual que, segundo ele, transformam vidas.


Foto: Maiquel Thessing/Grupo Arauto de Comunicação
Localizado no Arroio Grande, empreendimento usa mão de obra prisional para confeccionar produtos rústicos
Localizado no Arroio Grande, empreendimento usa mão de obra prisional para confeccionar produtos rústicos