"Ele olhava para cada pessoa como pessoa" afirma padre que atuou com Dom Sinésio


Por: Portal Arauto
Publicado 09/06/2022 22:16
Atualizado 09/06/2022 23:46

Geral Cobertura Especial   MEMÓRIA

Roque Hammes foi um dos padres que conviveu com o bispo Dom Sinésio, que morreu na noite desta quinta-feira (9) após complicações de uma pneumonia. Conforme o religioso, quando Dom Sinésio veio para diocese em 1986, ele estava na cidade de Venâncio Aires, onde atua novamente. “Naquele ano, na primeira vez que ele veio para Venâncio, ele foi participar do campeonato dos jovens em Vila Arlindo. Naquele tempo se fazia uma polonese de integração e ele logo entrou na dança também. Essa foi a primeira impressão que ficou e o primeiro contato que eu tive com ele como bispo”, lembra Hammes.

O padre lembra que acompanhou inclusive os primeiros passos de Dom Sinésio como bispo. “A ordenação dele foi a primeira que eu acompanhei. Depois disso eu fui trabalhar com a juventude em Arroio do Meio, que era um grande sonho dele. Depois fui vigário geral dele também em Santa Cruz e trabalhei na pastoral com ele, então eu realmente tive muita ligação com ele e sempre me dei muito bem com ele”, rememora.

Dom Sinésio Bohn talvez tenha sido um dos bispos da Igreja Católica com maior grandeza de coração e querido pela comunidade. Entre estas virtudes, Roque Hammes destaca como motivo o jeito simples de viver a vida. “Ele sempre foi uma pessoa mais livre, teve as convicções dele e fazia questão de fazer as coisas com mais liberdade. Ele não se preocupava em seguir normas e regras, o que foi uma coisa que me marcou. Ele não era um bispo esquematizado, sempre dizia que era pra deixarmos o Espirito Santo agir. Ele inovou muito. Ele não fazia muito mistério, tratava de igual para igual, não fazia muitas distinções se era uma pessoa de muitas posses ou não, se era autoridade ou não. Ele olhava para cada pessoa como pessoa, era muito de confiar no trabalho das pessoas. Ele participava quando podia, mas falava se tu pensa que é isso vamos fazer assim. Ele era muito desapegado também. Muitos criticavam ele por isso, mas se alguém pedia esmola dava. Nunca negou ajuda a ninguém”, finaliza.


Foto: Reprodução/Facebook
Presbítero acompanhou inclusive os primeiros passos de Dom Sinésio como bispo
Presbítero acompanhou inclusive os primeiros passos de Dom Sinésio como bispo

Foto: Reprodução/Facebook
"Ele olhava para cada pessoa como pessoa" afirma padre que atuou com Dom Sinésio


Foto: Reprodução/Facebook
"Ele olhava para cada pessoa como pessoa" afirma padre que atuou com Dom Sinésio


Foto: Reprodução/Facebook
"Ele olhava para cada pessoa como pessoa" afirma padre que atuou com Dom Sinésio