Risco de transmissão pela dengue cresce em Vera Cruz


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 14/05/2022 08:00

Geral   LIRAa

Nesta quarta-feira, dia 11, foi conhecido o resultado do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre 18 de abril e 9 de maio de 2022 em Vera Cruz. Diferentemente do primeiro levantamento realizado entre janeiro e fevereiro deste ano, que indicou risco baixo de infestação, o estudo recente registra aumento, com risco médio de infestação. 

Conforme o coordenador da Vigilância Sanitária, o médico veterinário André Mello Sant’Anna, o LIRAa indica o nível da infestação, ou seja, a quantidade de locais onde foram encontradas larvas do mosquito transmissor da dengue. “São sorteados os bairros, a serem visitados pelos agentes de endemias, que coletam as larvas que vão para a análise para identificar se são do Aedes. A partir disso, sabe-se o nível de infestação”, explica. 

Desta vez, foram vistoriados os bairros Arco-Íris, Centro e Conventos, onde, no total, foram encontradas 29 larvas do mosquito. Já no primeiro estudo deste ano, nos bairros Cipriano de Oliveira e Centro, foram identificadas 13 larvas do mosquito. “Isso quer dizer que quanto maior o nível de infestação, maior o risco de surto pela dengue”, esclarece André, ao citar que desse modo, as ações para conter a proliferação do Aedes serão intensificadas. “Faremos mais mutirões e divulgação. Os trabalhos de rotina permanecem, como as visitas nas residências, as notificações e as autuações onde há larvas de mosquito, onde as pessoas não estão tendo o cuidado devido”, frisa. 

CASOS

Até esta quinta-feira, o Município registrou 41 notificações pela dengue, sendo dois casos confirmados, 15 descartados e 24 aguardando resultado de exames. 


Foto: arquivo Jornal Arauto
Levantamento foi realizado entre abril e maio em três bairros
Levantamento foi realizado entre abril e maio em três bairros