Restam 23 vagas para a castração gratuita de animais em Vera Cruz


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 14/05/2022 17:30

Geral   CUIDADO

Através do programa Melhores Amigos – Bicho Sente como Gente, 16 cadelas e seis gatas de famílias de baixa renda de Vera Cruz já passaram pela castração de forma gratuita. A iniciativa, que proporciona a realização do procedimento em pets fêmeas de pessoas com Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais, busca promover o controle populacional de animais no Município, evitando problemas como o abandono e os maus tratos. Conforme a Vigilância Sanitária, onde o cadastro dos animais é feito, das 200 vagas disponibilizadas para o programa, ainda restam 23.

Após as inscrições, o segundo passo é o agendamento das castrações das fêmeas em clínica veterinária terceirizada para realizar o serviço. Passado o procedimento, as famílias recebem cone ou roupa pós-cirurgia e medicação para os cuidados com o animal. O transporte fica a cargo da Vigilância. “Fiquei sabendo do programa pelo Jornal Arauto e só tenho a agradecer por essa oportunidade, pois se não fosse isso, não teria condições de castrar minhas cadelas, a Bilú e a Chuchu”, conta Tania Siegelt, de Linha Capão, que na manhã de ontem recebeu a visita do coordenador da Vigilância, o médico veterinário André Mello Sant’Anna, e da fiscal sanitária, Raquel Tassinari. “Após uns 10 dias da castração, retornamos à residência das famílias para fazer a retirada dos pontos dos animais. Todas as fêmeas têm se recuperado bem”, revela André. Segundo o profissional, além do controle populacional, a castração ajuda a evitar a infecção uterina nos animais - problema crescente e identificado em quase totalidade dos animais que são levados para a castração através do Município -, bem como reduz  a chance da fêmea desenvolver tumor nas mamas. 

“Os animais são muito bem cuidados por todos e buscados em casa para a cirurgia. É um programa muito bom e prático pra gente”, contou Claudete da Silva, de Linha Sítio, cuja gata e duas cachorras tiveram os pontos retirados também na manhã de ontem. 

PARA SE INSCREVER

A inscrição das fêmeas é feita junto à Vigilância Sanitária, sendo exigido do tutor o CadÚnico, comprovante de residência e documento de identificação (RG ou CPF). Se o animal possuir alguma restrição médica, é preciso apresentar atestado ou receita. 


Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
Profissionais retiraram os pontos de algumas fêmeas
Profissionais retiraram os pontos de algumas fêmeas