Com bergamota e nome sugestivo; veja qual é o melhor chimarrão da Fenachim


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 12/05/2022 06:08
Atualizado 12/05/2022 07:15

Cobertura Especial   FESTA NACIONAL DO CHIMARRÃO

A 16ª Festa Nacional do Chimarrão – Fenachim 2022 realizou na noite desta quarta-feira, 11, aniversário de 131 anos de Venâncio Aires, o concurso do Melhor Chimarrão do Brasil que contou com sete competidores.

Intitulado de “Lagarteando”, o chimarrão vencedor foi realizado por Marla Oliveira, e avaliado por uma comissão julgadora composta pelo diretor Executivo da Escola do Chimarrão, Pedro Schwengber; rainha da 16ª Fenachim, Veridiana Röhsler; colaborador e parceiro da Escola do Chimarrão, Moises Brusamarello, e auxiliar de Recursos Humanos da Empresa Madrugada Alimentos, Emanuele Ribeiro. Entre os critérios de avaliação estavam a apresentação da cuia e bomba, criatividade, funcionalidade, sabor e temperatura da água.

Marla, que é cantora e empresária, recebeu como premiação uma caixa de erva-mate e um kit com produtos da empresa Madrugada Alimentos 80 anos. “Eu fiquei muito contente de estar recebendo este primeiro prêmio de melhor chimarrão na 16ª Fenachim e vai ser algo que vou levar comigo”, destaca Marla Oliveira.

Além do “Lagarteando”, os outros chimarrões concorrentes foram: Guildense; Emperiquitado; Ponte; Colonial; Do amor; e Bem feito.

Ela explica como foi realizado o chimarrão vencedor. “Coloquei um pouco de bergamota dentro do chimarrão, normalmente eu uso a casquinha da bergamota. É um nome sugestivo porque é algo que é do nosso cotidiano, nós temos o hábito de lagartear. Ainda estamos no outono, mas daqui a pouco vem o inverno, e pegamos a cadeira de praia e sentamos no sol para poder lagartear e saborear a nossa fruta, que é a bergamota. Juntei com o chimarrão, que é nosso símbolo maior, e por isso não foi difícil escolher o nome, algo que é tão nosso”, complementa. “É um chimarrão preparado, e além dos ingredientes tradicionais, a erva e neste caso a bergamota, chimarrão sempre é preparado com muito amor porque a gente divide com as pessoas que a gente ama. E neste caso não foi diferente, apresentar um chimarrão para uma comissão julgadora é complicado, mas neste caso eu fiz como se tivesse feito para minha família, para as pessoas que eu amo, e com certeza ficou com sabor de casa, de fraternidade e de amizade”, se orgulha a vencedora.

A rainha da 16ª Fenachim, Veridiana Röhsler, relembrou sobre umas das provas do concurso de soberanas. “Para nós é uma honra estarmos aqui julgando o melhor chimarrão nesta edição tão especial da 16ª Fenachim. Durante o nosso concurso de soberanas nós que fomos julgadas, tivemos que apresentar o chimarrão, não só que fosse bonito, mas que também fosse saboroso. Participei como jurada deste concurso, uma proposta idealizada pelo nosso prefeito Jarbas da Rosa e que deu muito certo. Fico muito feliz de poder estar participando deste concurso, deste momento, e é importante que nós tenhamos este tipo de ação para incentivar as pessoas a participarem, a fazer chimarrão e se desafiarem”, destaca.   

Participando da comissão julgadora, Pedro Schwengber, Pedrão como é carinhosamente conhecido ressaltou que será o primeiro concurso de muitos que serão realizados. “Muito importante e foi um concurso muito bonito, muito disputado, muito comentado. É o primeiro concurso e toda Fenachim vai ter este concurso, pode ter certeza disso. Foi uma surpresa, nós tivemos uma comissão julgadora que eu tive a honra de fazer parte. Nós julgamos às cegas, provamos e analisamos o chimarrão por todos os aspectos. Nome criativo e sugestivo, uma boa ideia”, salienta.


Foto: Assessoria de Imprensa
Entre os critérios de avaliação estavam a apresentação da cuia e bomba, criatividade, funcionalidade, sabor e temperatura da água
Entre os critérios de avaliação estavam a apresentação da cuia e bomba, criatividade, funcionalidade, sabor e temperatura da água