Espaço de degustação com produtos à base de erva-mate pode ser conferido na Fenachim


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 08/05/2022 10:34
Atualizado 08/05/2022 10:36

Cobertura Especial   ATRAÇÃO

Os visitantes da 16ª Festa Nacional do Chimarrão – Fenachim 2022 podem conferir a gastronomia à base de erva-mate. O espaço, da Escola do Chimarrão em parceria com o Ibramate, está localizado no Chimarródromo, e o local oferece degustação de produtos realizados com erva-mate, planta Ilex paraguariensis, produzida no Rio Grande do Sul.

Na lista de degustação tem bolo; ninho de abelha; bolo mesclado e frapê; brigadeiro, e muito mais produtos saborosos e todos feitos com erva-mate que podem ser conferidos diariamente na Fenachim, às 10h30, 14h30 e às 16h30. Ainda, no local há a disposição folders com as principais receitas.

Ganhadora do 1º lugar no Concurso Culinário “Doce Venâncio”, em comemoração aos 130 anos de Venâncio Aires, Niege Abigail Oliveira, participa da Fenachim e destaca quando começou a vontade de fazer os produtos. “Iniciou depois que ganhei o concurso, daí comecei a gostar desta parte. Sempre gostei da culinária e depois fui testando outras receitas e foi dando tudo certo. Até porque dá para fazer muitas receitas com a erva-mate. Todos que provam, gostam dos produtos”, comenta.

Ludmila Gallon, do município de Anta Gorda, é pioneira na produção dos produtos à base de erva-mate. A culinarista, que também participa da Fenachim, realiza o trabalho desde 2003, e realiza delícias com erva-mate, como bolos, biscoitos, pães, balas e sucos. “É uma satisfação estar na Fenachim, e o trabalho com a produção iniciou quando eu fui para Ilópolis, cidade da erva-mate. Como sempre trabalhei com PANCs, que são plantas alimentícias não convencionais, e a erva-mate é uma PANC me deu curiosidade em realizar culinária com este produto, e o primeiro foi o suco com as folhas da erva-mate, e dali comecei a estudar e me apaixonar cada vez mais pela planta. Ela tem mais de 190 princípios, tem mais vitamina sais minerais, e porque não a usar além do chimarrão”, destaca.


Foto: Divulgação
Espaço, da Escola do Chimarrão em parceria com o Ibramate, está localizado no Chimarródromo
Espaço, da Escola do Chimarrão em parceria com o Ibramate, está localizado no Chimarródromo