Vacina contra a dengue: saiba quem pode ser imunizado


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 29/04/2022 18:38
Atualizado 29/04/2022 18:39

Geral   SAÚDE

O aumento de 85% de casos de dengue registrados nos últimos meses e o dobro de mortes em 2022 no Brasil, preocupam as autoridades de saúde e a população. No Sul do país, a Secretaria Estadual da Saúde/RS anunciou alerta máximo devido aos mais de 10,5 mil casos. Em Santa Catarina, o governo do estado emitiu nota classificando a situação como grande emergência de saúde pública. Até o momento já são mais de 42 mil casos notificados, dos quais 20 mil foram confirmados. E o Paraná, decretou situação de epidemia, com mais de 30 mil casos confirmados.

Uma alternativa para proteção contra a dengue é a vacina. No Brasil, a imunização, oferecida somente na rede particular, é indicada para prevenir a doença em crianças, adolescentes e adultos, dos 9 aos 45 anos. No entanto, a Dengvaxia, nome da vacina, só pode ser feita por quem já teve a doença.

“As condições climáticas que tivemos nos últimos meses foram muito favoráveis à dengue neste ano, com chuvas intensas e prolongadas, o que contribuiu para a rápida disseminação da doença. Uma mesma pessoa pode contrair dengue mais de uma vez, já que ao ter contato com o vírus fica imunizada apenas para o sorotipo do vírus em que foi exposta, mas não para os demais”, explica o gerente de Serviços de Saúde da Rede de Farmácias São João, Roberto Canquerini.

O gerente de Serviços de Saúde da São João reforça que a vacina ajuda na prevenção, especialmente, de dengue grave e hemorrágica, além de reduzir em mais de 80% as chances de internação. A imunização é feita com 3 doses de vacina produzida com vírus enfraquecido e pode ser aplicada pelo menos após 30 dias da confirmação da infecção da dengue. O intervalo entre cada dose deve ser de 6 meses.

Teste rápido:

Os serviços clínicos farmacêuticos proporcionam acessibilidade aos pacientes que encontram nas farmácias um compromisso cada vez maior no cuidado à saúde da população.

A detecção dos quatro sorotipos do vírus da dengue está disponível na Rede de Farmácias São João. É através da coleta de sangue da ponta do dedo, num teste duplo e simultâneo de anticorpos e antígeno, com resultado em 15 minutos.

“O teste rápido para dengue auxilia no rastreamento, em caso de suspeita da doença, para pessoas com sintomas e para quem esteve em áreas de risco. Enquanto no posto de saúde, os testes podem levar cerca de dois dias para o resultado, na farmácia é possível saber em até 15 minutos”, avalia o médico do Núcleo de Inovação em Serviços de Saúde da Rede de Farmácias São João, Dr. Jefferson Cunha.

O médico ressalta, ainda, que o teste de antígeno (NS1) é indicado a partir do 1º dia do início dos sintomas da febre até o 9º dia do início da infecção. Já o de anticorpo (IgM e IgG) deve ser feito a partir do 3º dia de exposição ou início dos sintomas.

Sintomas:

- febre alta;

- dores musculares intensas;

- dor ao movimentar os olhos;

- mal-estar; falta de apetite;

- dor de cabeça;

- manchas vermelhas no corpo.

Cuidados para evitar dengue:

O mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, se prolifera em locais com água parada, como a que se acumula em pratos de vasos de plantas, calhas, garrafas e recipientes no quintal. Eliminar os focos de água acumulada é essencial para evitar a reprodução do inseto e a disseminação da doença.

Onde encontrar a vacina e o teste da dengue:

A São João oferece mais de 750 consultórios farmacêuticos, espaços dentro das farmácias que seguem uma série de critérios estabelecidos pela Anvisa. São mais de 2.600 farmacêuticos da Rede que estão preparados para fornecer todas as orientações e esclarecer dúvidas dos clientes sobre vacina e teste de dengue.

Para conferir a filial mais próxima com os serviços de vacinação e teste rápido, basta acessar: saojoaosaude.com.br.


Foto: Divulgação
Rede de Farmácias São João tem disponível a vacina e o teste rápido de dengue
Rede de Farmácias São João tem disponível a vacina e o teste rápido de dengue