Autor e vítima selam acordo após mediação no caso das "listas de Candelária"


Por: Portal Arauto
Publicado 29/04/2022 15:24
Atualizado 29/04/2022 15:42

Polícia   POLÍCIA

A Polícia Civil de Candelária realizou a primeira mediação de conflito da divulgação das listas com adjetivos ofensivos nesta quinta-feira (28). O caso tomou repercussão nacional, tratando de cinco listas, divulgando nomes de moradores locais em redes sociais.

Uma das vítimas da lista intitulada "pegadores de travecos de Candelária" procurou a Delegacia de Polícia, manifestando o desejo de que as investigações fossem iniciadas na tentativa de identificação dos responsáveis pela criação e compartilhamento. Posteriormente, um dos autores dos compartilhamentos foi identificado. Ouvidos, os dois concordaram em submeter o caso ao Cartório de Mediação de Conflito da Polícia Civil.

Conforme a titular da Polícia Civil de Candelária, delegada Alessandra Xavier, o autor dos compartimentos pediu desculpas à vítima, que aceitou, concordando em renunciar ao direito de entrar com queixa-crime e ação cível indenizatória. Dessa forma o conflito foi pacificado e solucionado e as partes selaram o acordo com um aperto de mãos..

O caso segue em investigação na tentativa de identificar outras pessoas que compartilharam, bem como o autor das listas. "Buscamos agora outras pessoas que compartilharam e a pedido da vítima identificar quem criou isso. Vai ser um pouco mais demorado, mas pediremos quebra de sigilo, e que a Justiça oficie o facebook a oferecer o que a gente precisa para as investigações", disse a delegada.


Foto: Divulgação
Autor e vítima selam acordo após mediação no caso das "listas de Candelária"