Câmara deve aprovar aumento de repasse financeiro ao Hospital Vale do Sol


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 01/05/2022 18:00
Atualizado 01/05/2022 20:25

Geral   NA SAÚDE

Na tarde da última segunda-feira, dia 25, estiveram reunidos na sala de reuniões da Casa Legislativa, vereadores, integrantes do Executivo Municipal e representantes do Hospital Beneficente Vale do Sol (HBVS), para tratar sobre a necessidade de aumento no repasse de recursos financeiros por parte do Município para ao hospital.

Desde 2020, a instituição hospitalar recebe cerca de R$ 90 mil mensais do Município para possibilitar uma melhor prestação de serviços na urgência e emergência hospitalar dos plantões médicos e atividades, prestados de forma ininterrupta na instituição entre às 19  e 7 horas do dia seguinte, de segunda-feira a sexta-feira. Ainda, esse auxílio tem sido utilizado permanentemente (24 horas) durante sábados, domingos, dias de ponto facultativo e feriados. 

Conforme o presidente da Câmara de Vereadores de Vale do Sol, Márcio Bringmann, na última segunda-feira foi concluído o parecer do projeto, que tende a ser aprovado. “A previsão é que ele entre para a votação na próxima segunda e seja aprovado, pois os vereadores entenderam a necessidade da alteração do valor”, salienta.

Executivo

Sendo um dos representantes do Executivo na reunião, o secretário de Finanças, Claudeomir Karnopp, revelou que o aumento do repasse ocorre após ter sido  protocolado um pedido pelo hospital. “O termo aditivo que estamos propondo ao Legislativo será um reequilíbrio financeiro. Evidentemente, esse aumento causa um grande impacto para a fazenda municipal, uma vez que são custos que precisam de uma diminuição parcial em outra demanda, considerando que a gestão estabeleceu que a saúde é prioridade”, conclui.

Melhoria no atendimento

Segundo o diretor do Hospital Beneficente Vale do Sol (HBVS), Marco Machado, o aumento no valor do repasse é necessário, pois nos últimos dois anos não houve reajustes, o que dificultava o atendimento. “Existe uma inflação exorbitante desde quando surgiu a pandemia. Os materiais e medicamentos tiveram seus preços  elevados.  Por exemplo, uma ampola de dipirona teve aumento do custo de 1.044 % em dois anos”, ressaltou.


Foto: Divulgação
Município realizará repasses mensais durante cinco anos ao HBVS
Município realizará repasses mensais durante cinco anos ao HBVS