Produtor de soja já contabiliza R$ 180 mil em prejuízos devido à falta de chuva


Por: Portal Arauto
Publicado 12/01/2022 06:53
Atualizado 12/01/2022 06:53

Geral   SECA

O calor intenso e a falta de chuva expressiva nas últimas semanas no Vale do Rio Pardo está causando grandes preocupações para os produtores de diversos segmentos na região. Uma das lavouras atingidas é do agricultor Clécio Dionísio Mueller, de 41 anos, morador de Linha Henrique D'Ávila, interior de Vera Cruz.

Ele, que planta soja em 125 hectares, relatou que já perdeu a plantação em 50 hectares, estimando o prejuízo devido à estiagem em R$ 180 mil. Clécio pontua que se não chover em grande volume não há o que ser feito. “Não há o que fazer contra a falta de chuva”.

O produtor teme mais perdas para os próximos dias, no entanto, acredita em uma recuperação da lavoura caso chova. “Se chover, 50% das lavouras deve produzir alguma coisa ainda”.

A situação de ver a plantação em situação de perda frustra o produtor, pois desde a preparação do solo à colheita envolve muito trabalho, mão de obra e investimento. “Não sei o que dizer desta situação. A gente coloca calcário, compra semente boa, adubo bom e o clima não ajuda. Isso da uma tristeza e agonia de ver as lavouras se terminando cada dia mais por falta de chuva”, lamenta Clécio.

Decreto de emergência 

Conforme o prefeito de Vera Cruz, Gilson Becker, os valores dos prejuízos devido à estigem no município ainda são calculados, mas até esta quarta-feira (12) devem estar prontos, sendo descretada situação de emergência. 

Conforme o Climatempo, algumas pancadas de chuva podem ocorrer a partir deste domingo (16) e ao longo da próxima semana, mas devem ser situações intercaladas e sem grande expressão.