Com prejuízo de R$ 26 milhões, Santa Cruz decreta situação de emergência pela estiagem


Por: Portal Arauto
Publicado 07/01/2022 16:12
Atualizado 07/01/2022 16:38

Geral   SITUAÇÃO CRÍTICA

O prefeito em exercício de Santa Cruz, Elstor Desbessel, decretou situação de emergência no município em decorrência da estiagem. O documento, que leva em conta um relatório produzido pela Defesa Civil, foi assinado na tarde desta sexta-feira (7), e leva em conta um prejuízo de R$ 26 milhões na agricultura com os estragos já constatados, ocasionados pela falta de chuva e as altas temperaturas.

De acordo com o chefe do Executivo, a prefeitura se viu obrigada a tomar a atitude em decorrência da dimensão do problema. "Não é um anúncio que gostaríamos de dar, mas se trata de uma consequência do que estamos vivendo. Medidas estão sendo tomas há mais dias. Temos três caminhões fazendo entrega de água por exemplo e abrimos processo de licitação para perfuração de mais poços artesianos. Com o decreto daremos ainda mais atendimento ao interior e arredores da cidade", destacou.

Ao todo, 110 famílias estão recebendo água. As regiões mais atingidas são Rio Pardinho, Alto Paredão e Monte Alverne. Desbessel ainda destacou a importância da comunidade economizar água. "Não é só no interior. Se não tomarmos medida conscientes podemos sofrer com desabastecimento na cidade sim", disse.

A partir da homologação do decreto por parte do governo do Estado, o que deve ocorrer em 30 dias, e do reconhecimento por parte do governo federal, a prefeitura poderá contratar de forma emergencial a aquisição de bens, prestação de serviços e de obras, durante 60 dias, a contar dos eventos climáticos causadores dos desastres. Cidadãos também poderão ter acesso à antecipação de benefícios da Previdência Social, indenização por parte as seguradoras, renegociação de dívidas e aos recursos do FGTS.

 


Foto: Ricardo Gais / Portal Arauto
Decreto foi assinado nesta sexta-feira
Decreto foi assinado nesta sexta-feira