Sensação térmica na região pode chegar aos 50 graus? Especialista explica


Por: Portal Arauto
Publicado 07/01/2022 19:25
Atualizado 07/01/2022 19:25

Geral   TEMPO

O modelo norte-americano GFS, um dos modelos usados para previsão do tempo, vem projetando calor extraordinário de quase 50ºC para o Rio Grande do Sul e o Uruguai na metade deste mês, o que vem deixando muitas pessoas surpresas. No Vale do Rio Pardo os últimos dias já vem registrando temperaturas mais elevadas, o que é comum nessa época do ano. 

Procurado pela reportagem do Portal Arauto, o professor de Agrometeorologia da Universidade de Santa Cruz do Sul, Marcelino Hoppe, destaca que a sensação térmica pode chegar próxima aos 50 graus, mas os termômetros marcarem essa temperatura é praticamente impossível: "Uma coisa é a sensação térmica, outra é o termômetro - que não está abaixo do sol - registrar essa temperatura elevada". Conforme ele, o mês de janeiro já costuma ser o mais quente do ano, sendo que a média de temperatura geralmente é de 26 graus no mês. O período de maior calor, anualmente, é do dia 6 a 15 de janeiro. A temperatura mínima no mês de janeiro costuma ficar na casa dos 20,7 graus e a média das máximas é de 31.2 graus. 

Por que tanto calor?

Hoppe explica que o calor intenso, como o que será registrado ainda mais nos próximos dias, será resultante da radiação solar. De acordo com a posição do sol ao meio-dia mais radiação entra e, como consequência, mais calor é registrado. As poucas nuvens vistas do céu nos últimos dias e a falta de chuva também contribuem para um calor intenso. 

SOBRE O VERÃO

A estação mais quente do ano teve início no dia 21 de dezembro e segue até o dia 20 de março. Conforme o professor, o verão deste ano será caracterizado por pouca chuva e temperaturas mais elevadas. A previsão é de que chova de 10 a 30 milímetros por mês a menos nesse verão. 

Em relação às temperaturas, o último recorde de temperatura máxima no verão foi registrado em 17 de fevereiro de 1929, chegando a 42,3. Conforme o professor, desde então, a região não atingiu uma temperatura tão alta em uma estação meteorológica. A temperatura máxima neste verão deverá chegar aos 41 graus. Com temperaturas elevadas e chuva sendo registrada com menos frequência, o professor observa que há probabilidade de ocorrerem as bombas d'água, ou seja, muita chuva em pouco tempo. 


Foto: Arquivo / Portal Arauto
Calor intenso já vem sendo registrado nos últimos dias no Vale do Rio Pardo
Calor intenso já vem sendo registrado nos últimos dias no Vale do Rio Pardo