Prefeitura de Vale do Sol vai decretar situação de emergência por conta da estiagem


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 07/01/2022 09:49
Atualizado 07/01/2022 09:49

Geral   PREJUÍZOS

Assim como nos últimos anos, a Prefeitura de Vale do Sol já se mobiliza juntamente com  a Secretaria de Agricultura e a Emater, para realizar um levantamento das perdas e declarar Situação de Emergência por conta dos estragos causados pela estiagem.

Conforme o Secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo de Vale do Sol, Alessandro Kappel, o município conta com oito poços artesianos e em torno de 20 fontes de captação de água, que abastecem a rede hídrica  do município. Atualmente, o abastecimento ocorre somente através de poços e vertentes, que em muitos locais acabaram secando por conta da forte onda de calor. “Estamos disponibilizando maquinário para abertura de vertentes e pequenos açudes . Além disso, cerca de 4,5 milhões de litros de água foram entregues nos últimos 60 dias em propriedades particulares e reservatórios da rede, pois os poços e as vertentes não estão dando conta de atender”, destacou Kappel. 

Ao todo, o Secretário estima que tenha ocorrido uma redução de 40% na produção de água nos últimos meses, fato que fez com que fosse necessário iniciar a distribuição mais cedo de água neste período. “As vertentes e os poços artesianos tiveram uma queda de mais de 40% de produção em decorrência da falta de chuva. Dessa forma, os caminhões pipa da Prefeitura estão dando suporte no abastecimento de água nas localidades mais prejudicadas. Cerca de mil famílias no município estão sendo afetadas pela falta de água”, ressaltou.

Novo decreto e racionamento 

Em virtude dos inúmeros prejuízos já contabilizados, é esperado para o fim desta semana a conclusão de um levantamento de perdas dos produtores vale-solenses, para que seja possível entrar com um decreto de Situação de Emergência para o Governo ressarcir as perdas ocorridas em razão da estiagem. “Vamos declarar situação de emergência após o término de relatório para apuração de perdas nas propriedades rurais. Isso pode ajudar os produtores a acessarem o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), que garante o pagamento de financiamentos rurais de custeio agrícola quando a lavoura amparada tiver sua receita reduzida por causa de eventos climáticos ou pragas e doenças sem controle. Ainda, pode garantir ao Município a possibilidade de buscar recursos em prol dos afetados pela estiagem”, frisou.

Para minimizar os impactos da seca, o prefeito Maiquel Silva não descarta que o município adote o regime de racionamento de água, que pode iniciar já na próxima semana. “Se nos próximos dias não houver chuva considerável seremos obrigados a fazer racionamento no município, pois estamos vendo muitas pessoas desperdiçando água”, lamenta Silva.


Foto: Divulgação
Atendimentos nas propriedades têm ocorrido diariamente em razão da grande demanda
Atendimentos nas propriedades têm ocorrido diariamente em razão da grande demanda