2021: Um ano de superação para o vera-cruzense Kelver da Silva


Por: Portal Arauto
Publicado 31/12/2021 19:00
Atualizado 31/12/2021 19:55

Geral   RECOMEÇO

O ano de 2021 vai se despedindo e com ele os momentos ruins que algumas pessoas passaram, como é o caso de Kelver da Silva, de 28 anos, que mora com sua esposa Tais Pereira, em Vera Cruz. Ele foi diagnosticado com Covid-19 em abril deste ano. Ali começava uma luta diária pela vida, que durou 101 dias na UTI do Hospital Santa Cruz, até o dia da sua alta, em 23 de julho.

Ele relembra como foi receber alta e poder voltar para casa. “Quando deixei o hospital foi uma sensação de vitória, um alívio. Costumo dizer que essa vitória não foi só minha, mas de toda a equipe médica, da família e amigos que estavam torcendo por mim, e o lar da gente é o melhor remédio, ajuda muito na recuperação”.

Apesar do vera-cruzense não estar mais dentro de um hospital, alguns cuidados com a recuperação de sua saúde são mantidos até hoje. “Não estou totalmente recuperado, pois por eu ter ficado muito tempo parado, o movimento da parte de cima do meu pé não voltou ainda. Também continuo tomando anticoagulante devido meu coração estar acelerado pela falta de exercícios, o que é difícil de fazer no momento. Em março do próximo ano, o médico disse que posso parar de tomar o medicamento”, conta Kelver que também realiza reforço muscular. “A fisioterapia eu ganhei alta”, sublinhou.

Os primeiros dias fora da casa de saúde exigiram muitos cuidados e ajuda para a realização dos afazeres. Kelver relata que estava muito debilitado, não caminhava, perdeu massa muscular e precisava de ajuda para se alimentar, locomover e tomar banho. “Logo iniciei a fisioterapia e isso me ajudou muito, e a cada semana eu já apresentava melhoras”, lembra. O uso de um aparelho de oxigênio foi exigido por um período. No entanto, com os resultados positivos da reabilitação o aparelho não se fez mais necessário e voltar a caminhar se tornou realidade. “Tive muita dificuldade, pois fiquei com pé equino por ficar muito tempo acamado”. A alimentação também começou a voltar ao normal com o passar dos dias. “No início eu sentia muito pouco o paladar, embora ainda estar um pouco bagunçado, consigo me alimentar bem”.

Novo recomeço

Durante os dias de tensão na recuperação, Kelver disse que teve o apoio e o carinho de todos ao seu redor. “Faz três semanas que retomei minha rotina e está sendo uma sensação de vitória. Me sinto feliz por poder voltar a ser o Kelver de antes”, comemorou.

Ele lembra que ter a oportunidade de poder passar o Natal em família e amigos foi gratificante e algo que ele agradece todos os dias. “Um ambiente hospitalar pra nós que não estamos acostumados e muito perturbador e, poder comemorar essas datas junto de quem gostamos é muito bom e não tem preço. “Aprendi a dar mais valor para esses momentos, pois do amanhã não sabemos”, frisa.

Para quem ainda está enfrentado a Covid-19, Kelver deixou como mensagem que acreditar que vai dar certo é o caminho e ter muita fé. “O que manteve a nossa esperança viva foi à fé em Deus, e sempre buscar ter pensamentos positivos que isso uma hora iria passar e viver  viver cada dia como se fosse um milagre”, finalizou.


Foto: Divulgação
Kelver ficou 101 dias internado por complicações da Covid-19
Kelver ficou 101 dias internado por complicações da Covid-19