No fim de ano, veja alguns dos principais rituais para ter um 2022 mais próspero


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 29/12/2021 06:53
Atualizado 29/12/2021 06:53

Geral   OFERENDA AOS ORIXÁS

A pós um 2021 ainda de muitas dificuldades por conta da pandemia do novo coronavírus, envolto em uma montanha-russa de emoções, com perdas, além de reflexos econômicos e psicológicos em todo o mundo, o 2022 que se aproxima pode significar um recomeço. Uma nova chance de colocar as boas atitudes ou aquilo que ficou esquecido em prática e de se envolver pelas boas energias, rumo a tempos mais prósperos. Não é a toa que a movimentação nos terreiros de Mães e Pais de Santo se intensifica nos dias que antecedem o novo ano, em busca de trabalhos (rituais) que contribuam para deixar as cargas negativas para trás e atraiam o amor, o dinheiro, a felicidade e tantos outros desejos. 

Frequentadora de terreiros desde a infância, a moradora de Santa Cruz do Sul, *Maria, de 43 anos, repete o mesmo ritual todo o fim de ano: pede a sua Mãe de Santo a limpeza de corpo e da casa, bem como uma guia de proteção para utilizar ao longo do novo ano. “Sinto que eu e minha família estamos muito mais protegidos desta forma. Começamos pela limpeza corporal e, depois, da casa, limpando dos fundos para a frente e depositando toda a água utilizada na limpeza na grama verde, mandando tudo de negativo embora”, conta a santa-cruzense, ao citar que após este trabalho, irá retirar sua proteção junto ao terreiro. “É um objeto que vou usar o 2022 inteiro e que vai me proteger, trazendo muita saúde, dinheiro, somente coisas boas, afastando tudo de ruim”, complementa Maria, que diz que é preciso acreditar, senão os trabalhos não têm o resultado desejado.  

PARA ENTENDER

A Mãe Rose de Oxalá, que atende  em Santa Cruz do Sul, explica que a limpeza de corpo faz com que toda a carga negativa que a pessoa acumulou ao longo do ano seja descarregada -  devendo ser realizada até 30 de dezembro, evitando-se carregar as energias ruins para o novo ano. “O melhor é que ocorra no início de dezembro, já que, apesar de normalmente ter rápido resultado, para algumas situações mais complicadas pode demorar mais tempo”, observa. Além de o corpo estar limpo, para se ter uma vida mais próspera, lembra Mãe Rose, é preciso que os lugares em que a pessoa circula diariamente também estejam descarregados. “Por isso existem as limpezas de casas, comércios, para que a pessoa prospere em todos estes locais”, acrescenta.

DE OLHO EM 2022

Deixadas as energias negativas para trás, é momento de buscar realizações, paz, amor e manter tudo de ruim afastado, o que pode ser conquistado através da guia de proteção - objetos sagrados, que unem o filho de fé e os Orixás. Este objeto, esclarece Mãe Rose, deve ser usado pela pessoa ao longo de todo o ano e, por isso, pode ser feito a partir de uma joia ou outro pertence. “O melhor é que seja algo novo, porque ainda está puro. A pessoa pode deixar o objeto, uma pulseira, por exemplo, no terreiro para fazer a limpeza da peça, sendo preparada e cruzada para a pessoa. Cruzamos nas ervas, com fluídos necessários, e colocamos as obrigações do Orixá ali. Aí a pessoa usa o ano todo e lá em dezembro faz de novo”, explica. Em caso de a proteção arrebentar, ela salienta que não se deve tentar remendá-la, sendo necessário colocá-la em água corrente. “Se o objeto arrebentou quer dizer que algo ruim bateu nele, que seria destinado à pessoa, por isso não se deve remendar”, acrescenta. Também, observa, não se deve colocar o objeto de proteção em contato com metais, mantendo na cabeceira da cama ao tirar para descanso, nem mesmo usá-lo durante as relações sexuais - um sinal de respeito aos Orixás.

Ainda, entre os trabalhos mais procurados visando um novo ano de realizações, está a abertura de caminhos. Trata-se de um ritual, conforme Mãe Rose, que busca favorecer as conquistas desejadas, mantendo os caminhos livres das amarrações que não pertencem à pessoa. “Ela pode ser feita no fim de dezembro ou no início de janeiro, contudo, o mais recomendado é que seja realizada no fim de ano para iniciar o novo ano com o pé direito”, complementa, ao citar que, mesmo que essenciais neste período, os trabalhos podem ser realizados o ano todo. 

*O nome da fonte foi preservado a pedido da mesma. 

Em busca do amor em 2022

Nesta época do ano, Mãe Jhenifer de Yemanjá, que atua em Santa Cruz do Sul, recebe diversos pedidos de amarração e trabalhos para o amor - que chegam a 15 por dia. “Com o início de um novo ano, as pessoas querem deixar a mágoa e a separação para trás, assim, surgem pessoas com o desejo de unir familiares, de se reconciliar com alguém que brigou, de trazer de volta um namorado ou namorada ou mesmo conquistar um novo amor”, revela ela, ao citar que o 2022 será propício para quem está buscando prosperar neste campo - já que o ano será de Mãe Oxum, o Orixá do amor. 

Também entre as características desse Orixá está a fertilidade. Aliás, este é um dos principais pedidos recebidos por Mãe Jhenifer neste período do ano ao ser procurada por homens e mulheres que desejam ser pais. “Recebo muita procura de pessoas que têm dificuldade para engravidar, principalmente quando entre os planos para o novo ano está um bebê. Então, para essas pessoas o 2022 pode ser muito bom se fizerem trabalhos e promessas para Oxum”, enfatiza. 

Para Mãe Jhenifer, além destes aspectos, ainda é preciso trabalhar muito os problemas psicológicos no novo ano. Entre as principais motivações das visitas recebidas, ela conta que a pandemia afetou as pessoas de inúmeras maneiras, mostrando-se um agravante para problemas como depressão, desespero e síndrome do pânico. “Com certeza os trabalhos psicológicos foram um dos mais realizados nestes últimos dois anos, pois foram tempos extremamente difíceis para as pessoas. Mas agora que as coisas parecem estar melhorando, já se percebe mais esperança em todos,  as pessoas querendo estar rodeadas do bem. Elas buscam o melhor, ter boas energias ao seu redor. Neste sentido, a procura cresce cada vez mais, assim como a fé de cada um”, arremata a Mãe de Santo. 

CONTATOS

Mãe Rose de Oxalá atende junto ao Templo de Umbanda e Povo Cigano, em Santa Cruz Sul. O contato pode ser feito através do telefone (51) 99891-6825. 

Do Templo de Umbanda, Quimbanda e Nação, Mãe Jhenifer de Yemanjá também atua em Santa Cruz Sul. O contato pode ser feito através do telefone (51) 99245-9256. 


Foto: arquivo pessoal
Amarrações amorosas estão entre os rituais mais realizados
Amarrações amorosas estão entre os rituais mais realizados

Foto: arquivo pessoal
Mãe Rose de Oxalá
Mãe Rose de Oxalá

Foto: arquivo pessoal
Mãe Jhenifer de Yemanjá
Mãe Jhenifer de Yemanjá