Após seis meses de luta, Elisabete venceu o câncer


Por: Portal Arauto
Publicado 24/11/2021 15:49
Atualizado 24/11/2021 15:49

Geral   VITÓRIA

Após seis meses de muita luta e, ao mesmo tempo, ensinamentos, Elisabete Duarte Linde, de 67 anos, viveu nesta quarta-feira (24) um marco extremamente importante na sua vida: o fim do tratamento de quimioterapia no Hospital Ana Nery. Elisabete venceu o câncer de mama e muito emocionada tocou nesta quarta o sino da vitória no hospital. Agora, o próximo passo é fazer uma cirurgia em dezembro e sessões de radioterapia.

Ela descobriu o câncer em maio deste ano e desde então iniciou o tratamento. A notícia chocou todos os familiares, até porque a mãe de Elisabete já enfrentou mais de um câncer. Os dias não foram fáceis, mas o otimismo sempre esteve presente nos corações dela e da família. Nos últimos meses as sessões de quimioterapia eram feitas semanalmente e a deixavam bastante debilitada, mas, com vontade de viver e brilho o olhar, Elisabete não se deixou abalar em nenhum momento. 

Nesta quarta-feira, após concluir a última sessão de quimio - a 16ª - os filhos Anna Paula Linde Prates e João Linde Prates foram buscá-la com um carro todo enfeitado em homenagem a ela. Os dois contam que Elisabete passou por momentos muito difíceis, principalmente quando sofreu o processo da queda dos cabelos, mas sempre foi motivada pela fé, força de vontade e amor pela família e amigos. "Às vezes ela ficava um pouco tristinha, mas nós sempre tentamos aumentar a autoestima dela, falando o quanto ela é linda e especial", comenta João.

Segundo Anna, que também é funcionária do Hospital Ana Nery, a quimioterapia é o processo mais difícil do tratamento do câncer tanto para o paciente como para os familiares: "A pessoa perde os cabelos, perde a fome, fica bastante debilitada, se sente feia. Mas é preciso pensar que muitas pessoas conseguiram mesmo assim vencer o câncer". Apesar dos desafios, toda a família - incluindo o outro filho de Elisabete, Paulo Renato Linde Prates - jamais perdeu as esperanças.

Antes de tocar o sino da vitória, Elisabete parabenizou também a todos os profissionais de saúde e pessoas envolvidas no seu tratamento. Emocionada, agradeceu com carinho a todos e destacou a importância de cada um para que conseguisse alcançar esse momento tão importante. "Sempre falei que não iria ficar me escondendo por não ter cabelo. O apoio da minha família foi essencial. Fui muito otimista e dizia que não estava doente, mas sim, que estava em tratamento. Tudo passa. Eu não precisei ficar internada no hospital e agradeço por isso. Também nunca perdi a fé", complementa com alegria. 


Foto: Kethlin Meurer / Portal Arauto
Elisabete iniciou o tratamento com quimioterapia em maio
Elisabete iniciou o tratamento com quimioterapia em maio

Foto: Kethlin Meurer / Portal Arauto
Elisabete ao lado dos filhos João e Anna
Elisabete ao lado dos filhos João e Anna

Foto: Kethlin Meurer / Portal Arauto
Em um carro enfeitado em homenagem a ela, Elisabete retornou para casa nesta quarta-feira
Em um carro enfeitado em homenagem a ela, Elisabete retornou para casa nesta quarta-feira