Sou Arauto promoveu encontros regados à emoção


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 19/11/2021 18:00

Geral   SUCESSO

No fim de tarde de segunda-feira, dia 15 de novembro, Gabriela Martins Iser, de 18 anos, e a mãe Elba Martins Iser, de 42 anos, se preparavam para ir à lavoura, mas mudaram os planos quando se recordaram que o terceiro sorteio da promoção Sou Arauto aconteceria em instantes. Desacreditada, Gabriela chegou a comentar com o pai, Leandro Rogério Iser, de 44 anos, que escutaria a programação da Arauto FM 95,7 apenas para saber quem seria o sortudo a levar a poupança de R$ 10 mil, mesmo convicta de que não seria ela a ganhadora. Contudo, quando as palavras determinação, fé e meta, além do final de RG 41 e a primeira letra do nome “G”, foram anunciadas, a jovem não teve dúvidas: era a terceira ganhadora da promoção. No Estúdio da Alegria, em Santa Cruz do Sul, onde o sorteio foi realizado, Gabriela e a mãe foram pura emoção por ter a oportunidade de conhecer os comunicadores da Arauto FM, dos quais são “fãs de carteirinha”, mas também ao contar a história de superação da família, desde que Leandro sofreu uma queda do telhado do forno de fumo, em 8 de janeiro de 2015, e ficou tetraplégico. 

Há alguns anos, a história da família foi contada nas páginas do Nosso Jornal e, mais uma vez, nesta semana, a reportagem voltou à casa de Leandro, Elba e Gabriela. Passados sete anos do acidente doméstico, a família ainda se recorda com clareza do dia que mudou suas vidas. “O Leandro ia vender fumo naquele dia em Santa Cruz, mas resolveu não ir. Aí fomos lidar com o fumo seco no galpão e ele subiu para olhar o forno e, de repente, ouvimos um estouro de Brasilit. Foi nesse momento que ele caiu”, conta Elba. “Lembro que quando caí eu coloquei o pescoço pra frente para não bater a cabeça. Já no chão, tentei mexer um braço, não consegui, tentei o outro, e também não deu. Aí já disse logo pra Elba, não precisa me juntar que não sinto nada, pode chamar o socorro”, complementa Leandro. 

Durante meses, o casal viveu entre idas e vindas, de hospital em hospital, buscando tratamentos para que Leandro tivesse uma chance de viver com mais qualidade de vida, afinal, não voltaria mais a andar. De volta à casa, em Travessa Becker, interior de Vera Cruz, a compra de medicamentos, fraldas, pomadas, cremes e talcos – para evitar o ressecamento da pele – se tornaram um desafio para a família, que passou a lidar com despesas cada vez mais apertadas, enquanto Leandro buscava se adaptar à nova rotina. 

Ao longo desse processo, Leandro, Elba e Gabriela sempre mantiveram por perto a companhia do Grupo Arauto de Comunicação. Seja ao acompanhar a programação da Arauto FM 95,7 ou as notícias através do Nosso Jornal e do Portal Arauto. “Se a gente pudesse, passava o dia inteiro escutando a Arauto. Só não levo mais meu radinho pra roça porque ele estragou, se não até na lavoura eu ia ouvir Arauto. A gente adora todos os programas, mas em especial o ‘Vai de Carona’ e as mensagens do dia, da Cátia Kist [comunicadora]. É como se em alguns dias, a mensagem que ela lê fosse exatamente o que estou passando na minha vida”, comenta Elba, ao citar o carinho sentido pelos comunicadores. “Aqui é Arauto o dia inteiro. Até quando o pai não se sente bem e precisa repousar na cama, quando a gente vai ver ele tá com o rádio bem encostado no ouvido, para não perder nada”, complementa Gabriela. 

Além de ouvir a rádio, Leandro conta que em sua rotina diária, a leitura do Jornal Arauto não pode faltar. Apesar da pouca mobilidade nos braços e mãos, por conta das sequelas do acidente, conta com a ajuda da filha e da esposa, que folheiam as edições. “Mesmo não saindo, consigo ficar sempre bem informado com o Jornal e o rádio. A tv mostra coisas de lugares longe, mas o rádio e o jornal  mostram o que acontece de perto e é isso o que eu gosto”, explica Leandro, ao enfatizar suas páginas preferidas, a de esporte e os classificados.  

FIM DE ANO ABENÇOADO

Com os R$ 10 mil recebidos através da promoção, a família enfatiza que terá um fim de ano mais tranquilo financeiramente e, mais que isso, repleto de alegria e gratidão por ter tido a oportunidade de conhecer a equipe do Grupo Arauto de Comunicação – um sonho antigo dos pais e da filha. “Fomos muito bem acolhidos. Estávamos no céu [se referindo à visita ao Estúdio da Alegria]. Tomara que Deus dê tudo em dobro para as pessoas que nos deram alegria. Mesmo que foi pouco tempo lá, eu vim de alma leve pra casa. A alegria deles transborda e contagia a nossa família”, arremata Elba, feliz pelo momento inesquecível. 


Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
Família vibrou ao ganhar a poupança de R$ 10 mil
Família vibrou ao ganhar a poupança de R$ 10 mil