Retirada do teto de ocupação gera otimismo para promotores de eventos de Santa Cruz


Por: Portal Arauto
Publicado 22/11/2021 06:36
Atualizado 22/11/2021 11:03

Geral   FLEXIBILIZAÇÃO

O anúncio do Governo do Estado feito na semana passada sobre a retirada do teto de ocupação nos locais tanto abertos quanto fechados, além de outras flexibilizações, trouxe ainda mais otimismo para os produtores de eventos. A notícia também aumenta a expectativa para um aumento no número de frequentadores dos espaços e maior movimentação da economia. 

O sócio-proprietário da Spirit de Santa Cruz, Maiquel Hettwer, destaca que até então o local trabalhava com um teto de ocupação chegando a 70%. A retirada dessa regra foi vista com bons olhos: "Foi um ano e oito meses de muita luta para conseguirmos nos manter. Agora, com essas liberações, as pessoas se sentem mais seguras. Parece que algumas pessoas que estavam com medo apenas aguardavam algum posicionamento do Governo para se sentirem mais seguras". A expectativa, de acordo com ele, é de que o movimento de fato seja maior e as pessoas possam se divertir igualmente nos eventos. 

O proprietário da Flash Dance Sonorizações e promotor de festas dos anos 80 e 90, Paulo Roberto Zocchi, destaca que essa mudança nos protocolos sanitários trata-se de um salto bem grande na área de eventos: "É algo que todo mundo estava esperando, porque no formato que até agora vínhamos fazendo as festas era só pra começar os trabalhos, porque a renda nesse formato era muito baixa ou quase nada. Foi bem difícil. Passamos um bom tempo parados e com essa capacidade que nos deixavam atuar não dava para colocar as contas em dia".

Ele acredita que a partir de agora será possível aumentar a renda: "Vamos poder trabalhar com mais margem e mais público, o que vai voltar à realidade". Ele acrescenta nos outros formatos em que existiam muitas outras regras e restrições as pessoas acabavam tendo um medo muito grande, enquanto agora existe a oportunidade de apostar em promoções em período integral, investir na qualidade do evento e, como consequência, as pessoas ficarão mais à vontade. "A expectativa é de que a gente consiga resgatar tudo o que deixamos para trás nesse tempo todo. Ficou muita coisa ainda para ser paga. Muitos investimentos que vínhamos fazendo tivemos que parar de pagar. Vai ser um tempo de recuperar e colocar as contas em dia", complementa. 

Para Zocchi, a preocupação em relação à pandemia ainda existe, sendo que o medo é de que as pessoas voltem a se contaminar com o vírus: "Espero que aqui isso não aconteça e que as pessoas se conscientizem fazendo todas as vacinas necessárias para que a gente não passe mais por isso". Conforme ele, todos os profissionais do setor de eventos foram muito prejudicados com a pandemia e por isso ainda irá levar um tempo para todos se recuperarem.

O DJ e promotor de eventos da Yves, Guilherme Etges, destaca que as mudanças anunciadas voltam a viabilizar o segmento que por meses sofreu em função de severas restrições."A Yves Club só reabriu após a retirada do limite de horário. Não tínhamos como operar em horário que não era o nosso de costume. Horários em que as pessoas estavam em bares e restaurantes. Nosso horário habitual sempre foi das 23h às 5h", lamenta. Diante disso, conforme ele, essas flexibilizaçoes foram muito importantes para que fosse possível continuar as operações cumprindo as regras de acordo com os decretos atuais. "Acreditamos também que o público se sinta mais confiante e confortável em frequentar nosso espaço sabendo que existem decretos liberando as atividades", reforça. 

LEIA MAIS:

 Estado altera protocolos sanitários de prevenção contra Covid-19

Governo publica decreto que retira limitação de ocupação de espaços abertos


Foto: Pixabay/Divulgação
Governo do Estado anunciou nesta semana alterações nos protocolos
Governo do Estado anunciou nesta semana alterações nos protocolos