Mutirão de combate ao Aedes Aegypti ocorre no próximo sábado


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 15/11/2021 12:31
Atualizado 15/11/2021 12:36

Geral   BAIRRO SENAI

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) de Santa Cruz do Sul realizou na última semana, um encontro com lideranças comunitárias, representantes de órgãos de segurança pública, como 7º Batalhão de Infantaria Blindada (BIB), Brigada Militar, agentes de endemias da Vigilância Sanitária e representantes de diversas secretarias, com o objetivo de organizar um mutirão de combate ao Aedes Aegypti. A reunião ocorreu no Sindicato dos Metalúrgicos. 

O mutirão, a ser realizado no próximo sábado (20), ocorrerá no Bairro Senai, onde, segundo a Vigilância Sanitária, há a maior incidência de focos do mosquito. A ação se dará em dois períodos: das 8h às 12h, e das 13h às 17h. A estimativa é de que 1.500 imóveis sejam visitados, entre terrenos, moradias e estabelecimentos comerciais.

De acordo com a secretária de Saúde, Daniela Dumke, a ação terá enfoque educativo, e de orientação, mas também de eliminação de possíveis focos que serão encontrados. “Sabemos que só o mutirão não é o suficiente. Precisamos orientar e conscientizar as pessoas de que, neste momento, é importante que a população entenda a importância do papel de cada um”, afirmou. 

Segundo números da Vigilância Sanitária, só neste ano, foram notificados 5017 casos positivos. A maior parte deles, nos meses de abril e maio. Outros 1.671 casos deram negativo. Atualmente, 52 casos aguardam resultado e há 6 casos suspeitos ativos. Além do Senai, os bairros com maior incidência do mosquito são Arroio Grande, Centro, Santa Vitória, Schulz, Bom Jesus e Ana Nery. 

Entre as ações já realizadas para conscientizar a população, estão as mobilizações realizadas nas escolas municipais desde julho deste ano, com palestras organizadas por agentes de endemias. Segundo a Sesa, com o retorno das aulas presenciais, o trabalho de conscientização será ampliado para as escolas estaduais a partir do dia 25.  Para prevenir o contágio, 2.100 repelentes estão sendo distribuídos pela Sesa em escolas da rede municipal e conveniadas.  

Como será a força-tarefa

As visitas aos imóveis serão feitas por duplas, que ao ingressar nos pátios farão uma vistoria completa nos locais, a fim de detectar a existência de focos do mosquito. Eles ajudarão os moradores na limpeza mostrando como proceder na eliminação de possíveis criadouros, focos e no recolhimento de entulhos. Na incidência de criadouros fixos - onde seja impossível a remoção -, serão chamados os agentes de endemias para fazer aplicação de larvicida. E como é de praxe, todos os moradores serão orientados sobre os cuidados necessários para evitar possíveis criadouros.

Moradores das ruas que serão contempladas na operação já podem ir se organizando e no início da manhã de sábado, poderão deixar em frente às suas casas materiais que possam acumular água e que serão recolhidos, como latas, baldes, pneus, tanques, entre outros. No entanto, não serão recolhidos materiais de construção, como telhas, tábuas e restos de tijolos. A concentração para a realização do mutirão será em frente ao Parque da Oktoberfest.


Foto: Divulgação/Prefeitura da Santa Cruz do Sul
Bairros com maior incidência de focos do mosquito estão na Zona Sul de Santa Cruz
Bairros com maior incidência de focos do mosquito estão na Zona Sul de Santa Cruz