Cão de 19 anos é adotado por família de Santa Cruz


Por: Portal Arauto
Publicado 14/11/2021 19:10
Atualizado 14/11/2021 19:11

Geral   FINAL FELIZ

Quem torceu por um final feliz para Walter - cão de 19 anos que estava abrigado no Canil de Santa Cruz do Sul - pode sorrir de alegria. Isso porque agora ele tem um lar, dois tutores comprometidos e amorosos e cinco irmãos de quatro patas para dividir a vida. A reportagem do Portal Arauto foi até a nova casa de Walter e viu de perto o quanto ele agora poderá, finalmente, ter uma vida tranquila de muito amor, comida e aconchego.

É em Linha João Alves, Santa Cruz do Sul, a nova casa do cão. Quem lá entra já sabe que os proprietários são mais do que apaixonados por animais, seja pelo tapete de boas-vindas, pelos seis cães deitados entre a casa e o pátio ou, simplesmente, por saber que foi de lá que saiu a atitude de adotar Walter, idoso, sem raça, sem dentes, mas com um coração cheio de amor para transmitir. 

Aliás, foi justamente por essas características que Elisabeth e Lauri Scherer adotaram Walter. "Eu prefiro pegar esses que ninguém quer, porque os outros têm uma chance", conta Elisabeth, que já resgatou diversos cães de rua, foi lar temporário e também por diversas vezes adotou durante sua trajetória. Há sete meses de volta a Santa Cruz do Sul, o casal ficou 11 anos morando em Santa Catarina e sempre levou seus companheiros de quatro patas para qualquer canto que for. Afinal, família é família.

Walter, agora, faz parte desse lar de amor. Na terceira vez que os dois viram a foto dele na internet, não tiveram dúvidas e logo foram buscá-lo. "Ele chegou e ficou com medo. Desconfiado. Ele deve ter sido muito judiado durante a vida, tem marcas, cachorros morderam. Mas no segundo dia ele já começou a dar corridinhas atrás de nós e a comer muito. Ele não é doente, ele só é velhinho! É um serzinho muito amado e carinhoso. Estamos todos apaixonados pelo Walter! Eu sei que ele não vai ficar muito, mas eu espero que ele se renove e fique um bom tempo aqui", relata Elisabeth. 

De todos os seis cães da casa, apenas dois são de raça e foram presentes das filhas do casal. "A gente não compra cachorro. Tem quem fala: 'ah, mas tu tem de raça!' Temos, mas não compramos. Eu gosto de bicho, não de raça. Eu fico louca quando fazem isso, como fizeram com o Walter. Por que escolhemos o Walter? Porque eu sei que ninguém ia querer. Não iam querer não porque ele é velhinho, mas porque ele não tem raça. Como se nós tivéssemos, né?", questiona. 

Casa geriátrica do amor

Elisabeth, na chegada, já resumiu o que o lar representa com a presença dos filhos peludos: uma casa geriátrica de cães. Os moradores do espaço são Walter, 19 anos, Lola, 15 anos, Miby, 15 anos, Toby, 11 anos, Mia, 11 anos, e Bela, 2 anos, a única mais nova. Todos eles têm histórias emocionantes. Fora Miby e Toby, os outros foram resgatados em situações de abandono e negligência e agora, idosos, também exigem de cuidados especiais que Elisabeth e Lauri sabem proporcionar muito bem. 

Com toda a felicidade que sentem ao ter a companhia dos animais, eles aconselham a adoção consciente, responsável e sem preconceitos. "O amor de um cão idoso, sem raça ou com problemas é igual aos outros. Às vezes, até maior. Esses que você pega mais velhos têm um amor para dar que vocês não imaginam. É um amor que não existe!", destacam os tutores de Walter, que agora pode ser feliz para todo o sempre dele. 

Relembre: Aos 19 anos, Walter ainda acredita que pode ter um lar


Foto: Luiza Adorna/Portal Arauto
Walter com seus tutores
Walter com seus tutores

Foto: Luiza Adorna/Portal Arauto
Depois do abandono, Walter vive dias de amor ao lado da nova família
Depois do abandono, Walter vive dias de amor ao lado da nova família

Foto: Luiza Adorna/Portal Arauto
Cão tem aproximadamente 19 anos
Cão tem aproximadamente 19 anos

Foto: Luiza Adorna/Portal Arauto
No pátio, ele se diverte com os irmãos
No pátio, ele se diverte com os irmãos

Foto: Luiza Adorna/Portal Arauto
Na casa da família Scherer, não falta amor e aconchego
Na casa da família Scherer, não falta amor e aconchego

Foto: Arquivo Pessoal
Ao lado do novo irmão, Walter tira um cochilo no tapete da sala
Ao lado do novo irmão, Walter tira um cochilo no tapete da sala